Vereadores terão de adiar viagens para comparecer em sessão extraordinária

Convocação deverá ser feita na próxima semana para votar projetos das impositivas

Postado em: em Política

O prefeito Gilson de Souza (DEM) teve um ano todo para apresentar um projeto de lei com o pagamento das emendas impositivas relativas ao ano passado. Mas deixou para realizar a audiência pública somente nesta quarta-feira à noite, às pressas, para que a liberação possa ocorrer ainda neste exercício financeiro. 

A medida não se trata exatamente de uma questão humanitária, mas o não pagamento ainda este ano pode trazer problemas para o prefeito junto ao Tribunal de Contas do Estado de São Paulo.

Com a audiência pública realizada, o projeto seguirá para a Câmara dos Vereadores e sua votação deverá acontecer na próxima semana, em sessão extraordinária a ser realizada até a próxima sexta-feira. 

Para tanto, será necessário um esforço grande do Poder Leg​islativo, uma vez que na segunda e terça próximas não haverá expediente e a sessão tem que ser convocada com, no mínimo, 48 horas de antecedência.

Alguns vereadores, que já estão no período de recesso parlamentar e com viagens marcadas, terão que adiar seus planos, uma vez que o comparecimento em sessões extraordinárias é obrigatório. Se faltar, tem parte do salário descontada.

Na ocasião, os vereadores também vão votar outros projetos, tanto do Executivo como do Legislativo, que ainda estejam parados na pauta.


  • Presidente Marco Garcia deverá convocar vereadores para sessão extraordinária

Artigos Relacionados