Um livro ou um perfume?

Postado em:

O olfato foi um dos sentidos humanos mais usados há milhares de anos, principalmente na pré-história, mas com a evolução humana deixamos de lhe dar importância. Hoje em dia o nariz é quase um acessório, andamos muito desatentos, mas tudo tem um cheiro. E tudo, absolutamente, seria mais divertido se nos déssemos mais tempo para sentir esses pequenos detalhes.

E se você recebesse um trecho assim: “Ritmo, velocidade, luz e sons metropolitanos. Mas vagando entre as ruas estreitas do bairro amigo, tudo se torna mais calmo e recolhido. Viajando para Milão, o mesmo acaba encontrando espaços isolados e tranquilos. Laboratórios onde por séculos a arte da marcenaria tem sido cultivada em seus mais altos níveis. Você primeiro nota-o pelo perfume de cera de abelhas com que marceneiro acaricia a madeira até que brilhe. Nos aromas sutis e penetrantes de ébano e outras madeiras preciosas que são habilmente embutidas uns aos outros.”

Do que se trata essa descrição? O que essas palavras escritas de forma tão detalhada e poética estão descrevendo? Muito provavelmente esteja pensando que seja um pedaço de algum livro famoso, mas na verdade é um release de um perfume, aqueles materiais de divulgação de produtos. Descrições como esta nos fazem parara e prestar mais atenção nos cheiros, nos despertam a criatividade e a curiosidade sobre o cheiro em questão e talvez tantos outros que o circundam.

Reduzir um perfume a um mero cheiro, é simplista demais. Quando estão pensando em criar uma nova fragrância, os perfumistas e as empresas inventam toda uma história em torno do produto: para que tipo de pessoa ele será direcionado? O que ela faz? Do que ela gosta? O que ela admira? Responder perguntas assim faz parte do trabalho por trás da colaboração de um produto. Detalhar momentos, experiências, lugares, sonhos, etc. Que na vida a gente possa aprender a dedicar mais tempo e atenção aos cheiros que nos circundam assim como os perfumistas e suas criações!


*Esta coluna é semanal e atualizada às quintas-feiras.​


Artigos Relacionados