"TODAS in-Rede" conta com curso EAD de atendimento à mulher vítima de violência

Curso será destinado aos profissionais das Delegacias de Defesa da Mulher e da Rede de Proteção

Postado em: em Cotidiano

A Secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência Célia Leão e a primeira dama Bia Doria participaram na última semana, do lançamento virtual do programa "TODAS in-Rede", que entre outras ações, realizará curso de ensino a distância destinado aos profissionais das Delegacias de Defesa da Mulher e da Rede de Proteção, sobre o atendimento à mulher vítima de violência.

O evento on-line, realizado via live transmitida nas redes sociais da Secretaria da Pessoa com Deficiência contou com a participação aproximada de 300 internautas, somando todas as redes.

"O programa TODAS in-Rede nasceu pela necessidade de empoderarmos as mulheres com deficiência. Temos certeza que isso traz uma sociedade mais justa, que é o que o Governo de São Paulo busca", destacou a Secretária Célia Leão.

O Estado de São Paulo, segundo dados do IBGE 2010, conta com 1.710.601 mulheres com deficiência, que representam 56,86% do total da população de pessoas com Deficiência do Estado.

Dos empregos formais ocupados por pessoas com deficiência, apenas 37% foram ocupados por mulheres (RAIS 2018).

Já quando o assunto é violência e gênero, somente em 2019 foram registradas 4.761 ocorrências envolvendo mulheres com deficiência, de acordo com dados da Secretaria da Segurança Pública.

Assim, o objetivo do programa TODAS in-Rede é dar voz às mulheres com deficiência e levar informações relevantes com foco nos temas: trabalho e renda; prevenção à violência; direitos afetivos e sexuais; educação e liderança.

"É muito importante trazer esse assunto para a discussão. Nós do Governo estamos criando cada vez mais ações às pessoas com deficiência", enfatizou a primeira dama Bia Doria.

Com as ações previstas no programa, será constituída uma rede virtual de mulheres com deficiência de forma a retirá-las de invisibilidade de anos, buscando a união e pertencimento das mulheres com deficiência.

Conheça as ações do programa

O programa conta com diversas ações estratégicas para alcançar o objetivo de unir as mulheres com deficiência, visando o protagonismo feminino dentro do segmento. Entre as principais ações estão:

• curso de ensino a distância sobre o atendimento à mulher vítima de violência, destinado aos profissionais das Delegacias de Defesa da Mulher e da Rede de Proteção;

• site acessível, informativo e interativo, com canais de denúncia, entrevistas, artigos e disponibilização de endereços da rede de proteção e atenção à mulher;

• campanhas de comunicação nas redes sociais e articulações intersetoriais de forma a garantir alternativas à autonomia financeira da mulher com deficiência.


Artigos Relacionados