Sustentável e saboroso: canudo comestível é realidade em São Paulo

O canudo comestível é feito com amido de milho, açúcar e gelatina, dura 40 minutos e é vendido em 8 sabores

Postado em: em Meio Ambiente

Depois que Rio de Janeiro e São Paulo proibiram o uso de canudinhos de plásticos em bares, restaurantes e comércio em geral, muitos locais estão oferecendo a versão de papel biodegradável, de bambu ou até mesmo de inox, que podem ser lavados e reutilizados.

Mas um empresário resolveu fazer algo diferente e trouxe uma ideia de Barcelona, na Espanha. Rafael Camargo tem uma loja especializada em utilidades domésticas e investiu em canudinhos comestíveis.

E tem de diversos sabores. "Os canudos chegaram há cerca de um mês no Brasil. O primeiro lote a gente investiu R$ 1 milhão, e claro que a gente vai investir o que for necessário para atender o mercado do Brasil inteiro", explica Rafael.

Para o consumidor, o canudo comestível custa R$ 1,99. Já para empresas, o preço pode baixar de acordo com a quantidade da compra.

Um restaurante em São Paulo já começou a usar o produto. "Eu avaliei, provei e coloquei na minha casa. Treinei meus funcionários e hoje é um item importantíssimo na minha casa e os clientes estão adorando porque tem sabores", diz Luisa Saliba, dona do restaurante.

O canudo comestível é feito com amido de milho, açúcar e gelatina. Não tem glúten e nem lactose. Dura em média 40 minutos e é vendido em oito sabores. "A gente acreditou nesse produto e por ser um bem de consumo, um produto onde a pessoa vai consumir e não vai gerar nenhum tipo de lixo, a gente acredita que seja um produto fantástico como negócio e também é um produto sustentável que não vai fazer nenhum mal à natureza", diz o empresário Rafael Camargo, responsável por trazer a novidade para o Brasil.


Artigos Relacionados