Shih tzu é a segunda raça de cães preferida dos brasileiros, diz pesquisa

Há 5 anos, os cães de origem chinesa ocupam o segundo lugar no ranking dos 10 cães preferidos dos brasileiros

Postado em: em Cotidiano

​Pequenos e fofinhos, os cães da raça shih tzu conquistaram o mundo com sua meiguice. No Brasil, não foi diferente. 

Há cinco anos, os caninos de origem chinesa ocupam o segundo lugar no ranking dos 10 cães preferidos dos brasileiros.

São mais de 129 mil cães da raça shih tzu pelo país cadastrados na plataforma PetCenso, da DogHero; e os cãezinhos machos são a maioria (53%). 

A alegria e o companheirismo estão entre os principais atrativos do shih tzu. Por conta de suas características “fofinhas”, até mesmo quem não é especialista em cães consegue reconhecê-lo.

Apesar de não existir um padrão definido de cores – já que a raça pode apresentar tons de preto, cinza, marrom, vermelho, prata e branco -, os filhotes geralmente nascem com a pelagem escura, que vai clareando à medida que eles crescem. 

A veterinária Thaís Matos alerta que é preciso ter atenção aos pelos dos cães shih tzu. “É necessário que o tutor faça uma escovação diária, dê banhos semanais no cachorro e evite que o topete entre nos olhos do pet e cause irritações”, explica.

Apesar da tendência à síndrome braquicefálica, por conta do focinho achatado que dificulta a respiração, os cães da raça shih tzu não costumam ter grandes problemas de saúde se comparado com outras raças. 

Em relação ao temperamento, é uma raça tranquila, mas é um pet que está sempre em alerta e costuma latir para avisar quando nota algo diferente. Sendo assim, alguns pais e mães podem optar por adestrá-lo.

Os cães da raça shih tzu não gostam de ficar sozinhos por muito tempo e precisam de atenção. Por ser muito sociável, é um pet que se dá bem com todos, até mesmo outros animais, além de pessoas diferentes e crianças. 

Quando bem cuidados, esses pequenos companheiros podem viver de 13 a 15 anos.



Artigos Relacionados