Serviço de previsão do tempo pode acabar no Brasil a qualquer momento

Centro de Previsão do Tempo e Meteorologia (Cptec) do Inpe, informa que a principal máquina pode parar

Postado em: em Tempo

A principal máquina de previsão do tempo no país pode estar con os dias contados. O supercomputador Tupã, que pertence ao Cptec, em Cachoeira Paulista, a 200 quilômetros de São Paulo,chegou ao fim da sua vida útil, segundo especialistas. Segundo eles, mesmo com manutenções constantes, a máquina pode parar a qualquer momento.

De acordo com o chefe de operações do centro, Gilvan Sampaio, caso isso aconteça, o Cptec para, com consequências desastrosas para o país inteiro, já que serão afetados de imediato setores como agricultura, energia e prevenção de desastres naturais.

Sem a máquina não há como gerar previsões. Segundo Sampaio, o contrato de manutenção venceu no último mês de outubro e não foi renovado por falta de recursos.

O Tupã foi comprado em 2010 pelo valor de R$ 50 milhões e, na época, era um dos 30 computadores mais velozes do mundo, capaz de realizar 258 trilhões de cálculos por segundo. Hoje, ele não está nem mesmo entre os 500, mas ainda é o cérebro da meteorologia nacional.

O procedimento padrão seria substituir a máquina a cada quatro anos, quando ficam defasadas e perdem seu valor de mercado. O custo estimado para um novoé de R$ 120 milhões e os recursos vem sendo solicitados, sem sucesso, desde 2014.


Artigos Relacionados