Santa Casa de Franca tem apoio da Câmara para mais recursos na pandemia

Instituição reclama de repasse de recursos e que gastos até agora estão sendo cobertos com verba própria

Postado em: em Política

A Câmara Municipal de Franca continua fazendo a sua parte no combate ao novo coronavírus (covid-19). 

Os membros da Mesa Diretora fizeram uma reunião com dirigentes do Complexo Santa Casa de Misericórdia de Franca para entender a atual situação do hospital. 

Durante o encontro, o presidente da Casa de Leis, Pastor Palamoni (PSD); a vice-presidente, Cristina Vitorino (Republicanos); o 1º secretário, Pastor Otávio Pinheiro (PTB); e o 2º secretário, Della Motta (Podemos), foram informados que o Grupo Santa Casa possui 24 leitos clínicos, 17 leitos de UTI adulto e 5 leitos de UTI infantil destinados ao tratamento de casos diagnosticados como coronavírus. 

Contudo, o funcionamento destas vagas tem sido custeado com recursos próprios da entidade, apesar de ter firmado convênio com o governo estadual para o recebimento de verbas de combate à pandemia, no valor de R$ 3,816 milhões. 

Segundo a Santa Casa, o pagamento da primeira parcela, de R$ 1,272 milhões, não foi realizado. 

O motivo seria pelo fato destes leitos estarem inseridos no CROSS (Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde), mas não terem sido habilitados ainda pelo Ministério da Saúde, o que impossibilita o repasse destas verbas à fundação.

Os quatro vereadores resolveram apoiar a Santa Casa na busca por uma solução, conforme explicou Palamoni.

Os ofícios para os deputados já estão sendo elaborados e devem ser encaminhados já no início da próxima semana. 

A Mesa também irá cobrar, por meio de Requerimento, repasses de verbas à Santa Casa pelo governo municipal, já que a Câmara aprovou, em maio deste ano, um convênio no valor de R$ 1.367.190,69 entre ambas as partes.


Artigos Relacionados