Ralf defende que não tem vaga fixa: “Temos que trabalhar e buscar lugar”

Atleta foi campeão brasileiro duas vezes, 2011 e 2015, da Libertadores e do Mundial, ambos em 2012

Postado em: em Futebol

Na tarde desta terça-feira (20), Ralf se apresentou no CT Dr. Joaquim Grava e concedeu coletiva de imprensa. De volta ao clube, o volante, que atuou 352 jogos vestindo o manto alvinegro entre 2009 e 2015, retorna ao Alvinegro em um contrato de dois anos. Logo no início, disse aos jornalistas qual é a sensação de retornar ao clube.

“Estou feliz de estar aqui novamente. Estou feliz de estar de novo com meus companheiros, estou treinando desde o começo da semana, junto com os meus companheiros. Estou voltando para um clube que abriu as portas para mim, que abriu a porta para outros desafios e para a Seleção”, declarou.

Campeão brasileiro duas vezes, 2011 e 2015, da Libertadores e do Mundial, ambos em 2012, Ralf retorna ao Timão com seu nome marcado na história do time. Junto de Emerson Sheik, Cássio e Danilo, compõe um grupo de atletas que já viveu grandes momentos com o Alvinegro.

“Cara, sempre é bom repatriar jogadores do Mundial, da Libertadores, são jogadores experientes. Mas todos tem que lutar pelo seu espaço, não é porque já ganhou que tem vaga. Temos que trabalhar e buscar nosso lugar, o Corinthians só tem a ganhar”, disse o volante.

Comandado pelo treinador Fábio Carille, Ralf chega e dará uma nova cara à formação tática do Timão. Além disso, o atleta volta ao Brasil e à Fiel Torcida. Questionado sobre seu espaço dentro de campo e o apoio das arquibancadas, foi bem claro.

“Tenho que estar preparado para onde ele [Carille] quiser que eu atue, seja com um ou dois volantes. Só entrar em campo você vai ver. O Bando de Loucos vai tá ali e arrepia, onde você vai eles estão lá e arrepia”, concluiu.


Artigos Relacionados