Projeto de comissionados de Gilson sairá antes da campanha para deputado

Indicados para cargos em comissão são peças fundamentais para campanhas de Gilsinho e Nirley

Postado em: em Política

O novo projeto que irá criar 225 cargos em comissão na estrutura da Prefeitura de Franca deverá ser apresentado para votação na Câmara dos Vereadores até o final de julho, o mais tardar, início de agosto.

E não se trata de uma data aleatória. Tem a ver com as próximas eleições. Os ocupantes dos cargos são indicados diretamente pelo prefeito Gilson de Souza (DEM), assim como podem ser exonerados por ele. 

São uma espécie de mão de obra, a custo zero para a campanha, composta por pessoas que, se não possuem uma qualificação acadêmica invejável, têm conhecimento na sociedade e podem ajudar na conquista de votos. Tanto para Gilson como para qualquer prefeito, a quem cabe as mais de 330 nomeações de comissionados na Prefeitura de Franca.

No caso, como Gilson não será candidato, o batalhão de comissionados poderá contribuir com as campanhas que o prefeito irá abraçar. Embora não seja ele candidato a deputado, o sobrenome será o mesmo: Gilson de Souza Filho deverá se lançar a deputado federal e seu irmão, Nirley de Souza, a estadual.

A regulamentação dos cargos comissionados é tida como prioridade na administração de Gilson e já está sendo trabalhada nos bastidores após a decisão do Tribunal de Justiça de que Gilson terá de exonerar 225 dos 330 comissionados e extinguir as funções, consideradas pelos desembargadores como inconstitucionais. 

O prazo dado pela Justiça, quando da decisão, para Gilson, foi de 60 dias, mas agora só restam 38 dias para que o prefeito cumpra a decisão. A ideia é que, antes desse período, o novo projeto dos comissionados já esteja concluído.



Artigos Relacionados