Professores desabafam nas redes sociais sobre os problemas da Educação

Críticas à atual gestão e às condições de trabalho dos servidores da pasta têm sido comuns

Postado em: em Educação

É comum a afirmação de que a Educação é um pilar da sociedade. Que tem o poder de, além de ensinar as matérias curriculares, ajudar a minimizar problemas relativos a uso de drogas lícitas e ilícitas, violência de forma geral e criminalidade. Enfim, preparar para a sociedade.

Se a Educação vai mal é justo pensar que não está cumprindo com seu papel na sociedade, apesar de ser uma das frentes mais importantes do governo, em qualquer de suas esferas, e demandar alto percentual dos recursos públicos.

Ninguém entende mais de Educação que as pessoas ligadas, em sua essência, a ela, no caso, os professores. E em Franca não são poucos os descontentes com os rumos que a Educação está tomando no nível municipal.

As críticas vão se avolumando, muitas vezes nos bastidores, por medo de represálias, mas em outras ganham as redes sociais e viram alvo de muito debate. Foi o caso da professora Elaine Muniz que, via Facebook, fez um desabafo importante. 

Acompanhe, na íntegra:

"​É com imensa tristeza que vemos a Educação e a cidade de Franca tomar este rumo indesejável e lamentável... Muita propaganda se faz...a mídia aceita tudo!!! Mas estamos vivendo uma realidade bem diferente, triste e diria assustadora. 

Já passei por diversas administrações, cada qual com suas qualidades e defeitos, mas a atual tem deixado muito a desejar...Os resultados da rede  tem se mantido  por ter uma maioria de professores e funcionários  que são profissionais e competentes, que lutam por uma educação de qualidade, por uma cidade melhor!!!

Professores que trabalham por amor, que se dedicam a fazer a diferença na vida destes pequenos e que  não  são reconhecidos. Vou citar o exemplo de minha sala, que é a realidade de muitas outras... onde tenho VÁRIAS crianças de inclusão e que tenho feito o possível e dado o meu melhor, tenho o apoio de uma diretora e equipe gestora dedicadas e comprometidas, porém só isso não basta.

Tenho a necessidade de monitora, estamos no mês de março, e nada de contratação. Inclusão é garantido por lei, porém por enquanto só no papel. Kit de materiais escolares... (não vem ao caso se é assistencialismo ou não, cada um tem seu ponto de vista), até  o momento também nada de chegar... material coletivo chegou numa porcentagem tão pequena... que dificulta e muito o trabalho do professor. ( e a mídia anunciando que chegaram materiais... quem não vive a realidade, até acredita), penso que tem faltado PLANEJAMENTO e PRIORIDADE. 

É de conhecimento ou pelo menos deveria ser...da administração  vigente as necessidades referentes a Educação: contratação  de monitoras, kit escolares, materiais para manutenção dos prédios escolares entre outros...Porque então deixar sempre para depois?

Interessante, os gastos com o Carnaval e o excesso de contratação de comissionados  não ficou pra depois!!! Na verdade estou aqui para levar a uma reflexão e que está reflexão possa gerar mudanças e transformações, não temos que ficar procurando culpados, comparando administrações anteriores ou ficar no conformismo com aquela fala..."não é  só em Franca, é um momento de crise que todo o Brasil está  passando".

Independente do que aconteceu antes, cabe à administração presente resolver os problemas  do momento da melhor maneira possível, afinal a prefeitura foi entregue com um caixa positivo. É momento de focar no que realmente é necessário".


  • Secretário Edgar Ajax e o prefeito Gilson de Souza, os responsáveis pela Educação em Franca

Artigos Relacionados