Pimenta caiena dá muita energia e faz corpo queimar mais gordura no treino

Tempero pode ser usado em alimentos, chás ou shakes e resultados já são aparentes no início

Postado em: em Mais+

​Se você acha que precisa turbinar seu desempenho nas atividades físicas, busca uma alimentação balanceada e não abre mão de um tempero extra nos pratos da dieta, saiba que existe um ingrediente que pode unir o útil ao agradável: a pimenta caiena.

O principal ingrediente ativo da pimenta caiena é a capsaicina, um produto químico termogênico que, além de acelerar o metabolismo, garante mais energia, diminui o apetite e favorece a queima de gordura do corpo.

Quando o metabolismo de uma pessoa funciona de forma ágil, seu corpo fica mais propenso a converter nutrientes em energia em vez de gordura armazenada, o que melhora o desempenho no treino e turbina o processo de emagrecimento. E é isso que a pimenta caiena faz.

De acordo com um estudo realizado em 2003, mulheres que ingeriam pimenta fresca aumentavam sua taxa metabólica por até 30 minutos após o consumo. A taxa metabólica afeta a velocidade com que seu corpo converte alimentos e bebidas em energia.

Além de acelerar o metabolismo, a pimenta caiena ajuda a emagrecer naturalmente por causa do seu sabor picante. Ao ingerir um alimento apimentado, a temperatura do corpo é elevada, favorecendo então a queima de calorias. O fato foi verificado em uma pesquisa que mostrou que pessoas que tomaram cápsulas de pimenta caiena apresentaram melhores resultados de perda de peso.

Outro fator que pode ser considerado aliado da dieta é que o consumo de pimenta promove maior saciedade, segundo um trabalho científico feito em 2014. Os resultados indicaram que ingerir capsaicina pode suprimir o apetite e, consequentemente, diminuir os números na balança.

Vale ressaltar, no entanto, que a pimenta caiena, apesar de seus benefícios, não pode ser considerada um tempero milagroso e só auxilia no emagrecimento quando combinada com uma boa alimentação em geral e, claro, com a prática regular de atividades físicas.

CONSUMO
Na hora de consumir, opte pela versão em pó da pimenta. A quantidade ideal é a de 3 gramas [equivalente a uma colher de café], que pode ser misturada aos alimentos de diversas maneiras ao longo do dia.

A pimenta caiena pode ser usada para temperar alimentos, como carne, frango, peixe, salada, arroz, sopa, caldos, omelete ou também para preparar molhos. Outra opção é preparar um chá. Basta esquenta a água, acrescentar o pó e completar com suco de meio limão [líquido rico em vitaminas!]. A bebida é ótima para combater um resfriado e ajuda a descongestionar. Versátil, ela pode ser ainda misturada a alimentos adocicados, como um shake de banana.

Agora, se o sabor apimentado não agrada o seu paladar, esqueça todas as sugestões anteriores. Neste caso, tire proveito do alimento através de cápsulas manipuladas, que podem ser indicadas por especialistas. .

E não há um horário exato para consumi-la. O ideal é direcioná-la para aquela refeição que costuma ser mais reforçada e que o hábito se torne diário.

O efeito inibidor já é perceptível logo no primeiro dia de consumo.


Artigos Relacionados