​PIB de Franca pode encolher R$ 615 milhões por causa da pandemia do coronavírus

Falta de ação sincronizada e de distanciamento social podem fazer Franca perder R$ 615 milhões

Postado em: em Economia

​Se as projeções para a queda do PIB brasileiro foram confirmadas e se as mesmas projeções se estenderem a Franca, o município pode ter uma perda de R$ 615 milhões no seu PIB deste ano.

A projeção é feita com base nos números do IBGE e se referem ao último levantamento com dados disponíveis, que é de 2017. Isso significa que a perda pode ser ainda maior, pois os números certamente podem estar defasados.

Para te ter ideia do desastre que isso significa para o município e população francana, perder R$ 615 milhões significa perder 2/3 do orçamento municipal – que no caso de Franca é de R$ 945 milhões.

Ter redução do PIB – que é o produto interno bruto -- é ter redução de produção e geração de riquezas.

Some-se a isso, o dinheiro que a administração está gastando nesse período de pandemia e também o dinheiro que deixa de arrecadar em função da queda de atividade econômica.

Segundo o IBGE, o PIB de Franca é de R$ 9 bilhões e 410 milhões – os números estão defasados, pois se referem a 2017.

Os institutos que analisam a economia nacional estimam que o PIB brasileiro vá cair 6,54%. Transportando-se esse mesmo índice para Franca, dá o número de R$ 615 milhões.

Seguramente, essa queda vai impactar a renda per capita do francano, que é de R$ 27.098,00 anuais, representando R$ 2.258,00 mensais. A economia ensina que a renda per é a divisão do PIB pela população existente.

Significa que muitas pessoas podem ganhar muito acima disso e muitas outras podem estar em faixas bem menores.

O estrago na economia está feito e há um consenso de que deve haver uma união muito grande para recuperar os danos causados pela pandemia, pelas pessoas que não acreditaram nos seus efeitos e pelos governantes que não souberam planejar o combate ao vírus.

Muitas lideranças empresariais estão acreditando no poder de superação do francano para planejar as atividades com esperança e crença de que o futuro pode ser construído de uma forma diferente se houver o empenho de todos.


Artigos Relacionados