Pedrocão: grupo discutirá projeto de reforma, ampliação e revitalização

Para viabilização do projeto, serão estudadas parcerias, além de captação de recursos federais e estaduais

Postado em: em Obras

O prefeito Gilson de Souza assinou portaria publicada no Diário Oficial, constituindo um Grupo de Estudos com a finalidade de discutir e avaliar um projeto de reforma, ampliação e revitalização do ginásio de esportes ‘Pedro Morilla Fuentes – Pedrocão’ e a revitalização da área externa.

Essa medida é resultado de um anseio antigo manifestado pela comunidade esportiva que, em algumas ocasiões, reforçou a necessidade de buscar meios de promover adequações que possam atender as novas demandas por ocasiões dos grandes eventos ali realizados.

De acordo com o disposto num dos enunciados da portaria, o grupo de estudo com o objetivo principal de verificar a viabilidade de reformas, adequações e ampliação da capacidade do Ginásio Pedro Morilla Fuentes, no complexo Poliesportivo de Franca e também uma completa revitalização de toda a sua área e estacionamento fica constituído pelo próprio prefeito e seguintes personagens, representando seus segmentos: Fernando Souza Peixoto e Lula Ferreira (Clube Sesi/Franca Basquete); Álvaro Cotta (Liga Nacional de Basquete); Ricardo Alexandre Machado (Sesi – Franca); Carlos Renato Donzelli (empresa Magazine Luiza), Elson Bonifácio (Secretaria de Esporte, Arte, Cultura e Lazer; Nelise Luques (Comunicação Município de Franca); Danilo Oliveira Lopes (Conselho do Sesi Franca Basquete Clube) e Tarcísio Bôtto (Acif – Associação do Comércio e Indústria de Franca).

Este projeto é necessário para o atendimento das práticas desportivas que ali se desenvolvem, especialmente o basquete, cuja equipe local é uma referência nacional e internacional. Conhecida como a Capital Nacional do Basquete, a cidade carece de um ginásio à altura das competições em que participa, além das que pode vir a patrocinar, trazendo com isso um significativo crescimento na economia e geração de empregos na cidade.

Para a viabilização da parte econômica e financeira deste projeto, estarão em estudos captações de recursos estaduais, federais e em sistemas de Parceiras Público Privadas, sem ônus para os cofres públicos municipais. O prazo para a realização do estudo e apresentação de conclusão será de 60 dias, contados da publicação.


Artigos Relacionados