O amor perfuma a vida

Postado em:

Pessoas são como perfumes, ora fixam na pele e deixam um rastro na atmosfera, acariciando nossa memória olfativa como a mais perfumada das flores, ora vem e vão como tempestades de verão: caem e evaporam rapidamente, deixando para trás o leve cheiro de terra quente que encontrou com a chuva gelada.

O olfato é um amigo traiçoeiro do coração. Sucumbe ao ar hipnótico do perfume alheio, perfume esse que nos faz viajar, bebe na fonte da insensatez e no faz questionar onde andava aquele cheiro. É a porta de entrada de um mundo novo, de uma sedução que você nem imaginou estar envolvido. Há só uma certeza naquele instante: há um cheiro de fraqueza no ar. Porque no instante em que inalamos o perfume certo, aquele destinado a nos fazer sorrir, o ar que respiramos muda de cor e se torna mais leve. Os sentidos se alteram, se confundem, o riso interno aparece juntamente com as borboletas no estômago e aquela velha conhecida amiga vulnerabilidade nos chama para sair.

Perfume é requisito básico, mas não age sozinho. É um complemento da conquista, uma extensão da sedução. Se o interesse já existir, as portas da paixão estarão abertas. Caso contrário, serão como as chuvas de verão. Embora o cheiro da chuva seja refrescante, deixa no ar a sensação de que poderia ter durado mais, e ter saciado a sede das plantas e das pessoas que caminham desavisadas sem guarda chuva. Afinal, o perfume vai além do cheiro, está na atitude de quem o coloca.

Sabe a tampa da panela? Então, com o perfume funciona bem assim, existe aquela fragrância certa, endereçada, que encaixa exatamente para a pessoa que o tem que sentir. Ele nos atinge de uma forma diferente, quase insana, desconhecemos o cheiro até o momento em que queremos respirar aquele ar (quem sabe) para sempre. É a química do destino agindo nas suas costas.

Na verdade, o frasco combina apenas algumas moléculas, porque no momento que ele entra em contato com a pele, ele se transforma, e ali é criado um cheiro único, singular e exclusivo. E se for para você cruzar com esse perfume, você será fisgado!

Mesmo sem querer buscamos um cheiro que nos acalme, que nos remeta a uma tranquilidade rara e indelével. É desse perfume que nós precisamos, pessoas lírio, pessoas que sejam aquele perfume delicioso cujo aroma é aveludado e nos acaricia como uma confortável onda, um edredon recém chegado da lavanderia ainda quente da secadora, ao qual queremos nos aconchegar. Uma história começa pelo cheiro e se mantém pelo perfume marcado em cada momento, em cada lembrança. O amor perfuma a vida!

*Esta coluna é semanal e atualizada às quintas-feiras.​