Francano Airton Sandoval é Senador da República e toma posse na terça-feira

Senador Aloysio Nunes Ferreira foi escolhido por Michel Temer como novo chanceler da República

Postado em: em Política

O senador Aloysio Nunes é o novo ministro de Relações Exteriores. Ele vai tomar posse  às 18h de terça-feira da semana que vem em cerimônia conjunta com o ministro da Justiça, Osmar Serraglio (PMDB-PR). O convite para assumir o Itamaraty foi formalizado nesta quinta-feira, 2, em reunião no Palácio do Planalto.

Antes de formalizar o convite, Michel Temer havia escalado um interlocutor para sondar o senador. O presidente temia se expor caso Nunes se recusasse, a exemplo do que aconteceu com o ministro aposentado Carlos Velloso na Justiça. Na sondagem, Aloysio Nunes sinalizou que aceitaria. O tucano assume a vaga deixada por José Serra (PSDB-SP), que pediu demissão no último  dia 22 alegando problemas de saúde. 

No lugar de Aloysio Nunes na liderança de governo no Senado chegou a se cotado o  senador Romero Jucá (PMDB-RR), mas ele se queimou depois das últimas declarações que abriram confronto com o poder judiciário. Já a cadeira de senador deixada por Aloysio ficará com Airton Sandoval (PMDB-SP).

Notícia exclusiva

A informação de que Airton Sandoval Santana poderia ser o novo senador da República foi veiculada com exclusividade por este Jornal da Franca em sua edição de 

O francano que virou senador

Airton Sandoval Santana era contador de inúmeras Prefeituras da região no início dos anos 1970. Candidato a vereador em 1972 pelo então MDB, não conseguiu se eleger, ficando na suplência de Milton Baldochi. 

Mas a sorte virou em 1974 quando o Brasil teve eleições praticamente livres e os ventos da oposição varreram inúmeros caciques da política nacional.

Airton Sandoval foi eleito deputado federal por Franca, enquanto Milton Baldochi foi eleito deputado estadual e Orestes Quércia foi eleito para o Senado, vencendo Carvalho Pinto.

Depois disso, Airton Sandoval foi eleito mais quatro vezes e na quinta ficou na suplência, tomando posse exatamente na vaga de Ulysses Guimarães, quando da morte deste.

Em 1996 disputou a Prefeitura de Franca e ficou em quinto lugar, perdendo para Gilmar Dominici, Gilson de Souza e Joaquim Pereira Ribeiro.

Era suplente do candidato a senador Orestes Quércia quando este teve a recaída do câncer. 

Num acordo com o candidato Geraldo Alckmin, Quércia desistiu da candidatura em favor de Aloysio Nunes Ferreira, mas emplacou o nome de Airton Sandoval como suplente de chapa.

Nos últimos quatro anos Airton Sandoval foi Oficial de Gabinete do então prefeito Alexandre Ferreira, com grande influência nas decisões do governo municipal.


Artigos Relacionados