Fábrica Conceito apresenta inovação e tecnologia na produção calçadista

Completando 10 anos, projeto mostra a fabricação de calçados em tempo real na Fenac, em Novo Hamburgo/RS

Postado em: em Economia

​Com o tema “A tecnologia da informação a serviço da indústria calçadista”, a Fábrica Conceito 2019 apresentará aos visitantes a aplicabilidade dos processos tecnológicos, logísticos e produtos expostos na 43ª Fimec (Feira Internacional de Couros, Produtos Químicos, Componentes, Máquinas e Equipamentos para Calçados e Curtumes), entre os dias 26 e 28 de fevereiro, das 13 às 20 horas, na Fenac, em Novo Hamburgo/RS. A atração é realizada pela Fenac, Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, Calçado e Artefatos (IBTeC) e Coelho Assessoria Empresarial, reunindo em torno de 70 empresas, desde fornecedores de matérias-primas até sistemas de gestão, logística de distribuição, controle da produção, máquinas e destinação dos resíduos industriais da fábrica.

O presidente executivo do IBTeC, Paulo Griebeler, destaca as novidades para esta edição. “Queremos apresentar alguns conceitos novos que surgiram com a revolução digital. Vamos trazer máquinas, inovações, tecnologias, processos e produtos sustentáveis para atender esse mercado”, explicou Griebeler. Para o Diretor da Coelho Assessoria Empresarial, Luís Coelho, o projeto melhorou constantemente ao longo dos anos. “Estamos chegando à 10ª edição da Fábrica Conceito e é evidente a evolução, pois nesse tempo tivemos um reconhecimento da própria Fimec e do mercado, conseguindo ampliar o espaço e melhorar a localização devido à importância da Fábrica Conceito dentro da feira e junto ao mercado”, destaca Coelho. Para esta edição, os visitantes da feira terão uma fábrica realmente inovadora na área de gestão, com sistemas de integração de máquinas e equipamentos que aumentam a produtividade das indústrias e garantem controle da performance da produção em tempo real.

Já o diretor-presidente da Fenac, Marcio Jung, destaca a organização e o empenho das entidades envolvidas para oferecer uma Fábrica Conceito cada vez melhor. “No último ano, a Fenac criou um comitê para organizar a Fábrica Conceito a fim de torná-la cada vez melhor. Com isso, para essa edição, começamos a planejar o projeto com antecedência, já aplicando o conceito de gestão, ou seja, estabelecendo metas para conquistar essas melhorias”, explica. “Ao completar 10 anos nesta edição da Fimec, podemos dizer que a Fábrica Conceito está muito mais próxima da realidade do que já foi e o destaque está na qualidade do projeto que vai ser apresentado aos visitantes”, complementa.

Neste ano, as marcas que estarão produzindo na feira serão: Calçados Kildare, de Novo Hamburgo, e Calçados Arezzo, de Campo Bom. As duas indústrias desenvolveram inovações especialmente para apresentar no projeto. A Fábrica Conceito ainda contará com uma unidade de produção do Senai, que produzirá um sapato com solado anabela, totalmente desenvolvido pelos alunos do Instituto Senai de Tecnologia do Calçado. Para garantir a produção de 900 pares de calçados da marca Arezzo, 450 da Kildare e 900 do Senai nos três dias de feira, a Fábrica Conceito envolverá 60 colaboradores. Além dos alunos da Escola do Calçado do Senai, o projeto contratará trabalhadores que estão em busca de recolocação no mercado de trabalho.

A Fábrica Conceito tem como parceiros master Calçados Arezzo, Calçados Kildare, BASF e Covestro.

Projeto SOLA apresenta soluções para melhorar a produtividade da indústria

Reforçando a parceria que ocorre há algumas edições da Fimec, em 2019 a Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) apresentará o Sistema de Operações Logísticas Automatizadas (SOLA) na Fábrica Conceito, demonstrando o controle dos processos logísticos de maneira automatizada por leituras de código de barras e RFID. “O sistema será responsável pela tecnologia da informação e equipamentos de automação no controle da produção das linhas de montagem da Kildare e Senai durante os três dias de evento”, explica o consultor da Abicalçados, Igor Hoelscher.

O SOLA consiste em um conjunto de elementos que se utilizam dos padrões internacionais de codificação GS1 para o controle de todo o processo logístico, desde a chegada da matéria-prima na fábrica até a ponta final, no varejo. No sistema, a embalagem leva um código de barras padrão e presente em mais de 150 países, facilitando todo o processo de produção, controle de estoques, rastreabilidade da carga, serviços de atendimento ao cliente e até ações de marketing. “Os processos automatizados geram registro das informações com exatidão e em tempo real a partir da aplicação da serialização: entrada e saída de mercadorias na expedição, estoque e inventário. Isso permite que os gestores monitorem os negócios e tenham autonomia e poder na tomada de decisões de maneira rápida, pois, são eliminadas as contagens manuais que podem gerar inconsistências, desvios e perdas”, destaca Hoelscher.

SERVIÇO

Evento: 43ª Fimec (Feira Internacional de Couros, Produtos Químicos, Componentes, Máquinas e Equipamentos para Calçados e Curtumes)

Data: 26, 27 e 28 de fevereiro, das 13 às 20 horas

Local: Fenac (Av. Nações Unidas, 3825, bairro Ideal, Novo Hamburgo/RS, Brasil)

Valor: entrada gratuita e exclusiva aos profissionais do setor

Realização, patrocínio e apoio: A Fimec é uma realização da FENAC S/A, com patrocínio ouro da BASF, patrocínio prata da Transduarte e apoio da Prefeitura Municipal de Novo Hamburgo e das entidades setoriais: ABICALÇADOS, ABQTIC, ABRAMEQ, ACI-NH/CB/EV, AICSUL, ASSINTECAL, CICB, FIERGS, IBTEC e SEBRAE/RS.

Mais informações: através do site www.fimec.com.br e das redes sociais: www.facebook.com/FeiraFimec e www.instagram.com/feirafimec.


Artigos Relacionados