Ex-Pink Floyd Roger Waters apoia #EleNão e é xingado e aplaudido em São Paulo

Entre misto de reações, ele disse ser contra o ressurgimento do fascismo e acreditar nos direitos humanos

Postado em: em Um Toque a +

O britânico Roger Waters, de 75 anos, se apresentou nesta terça-feira (9) em um estádio de São Paulo e dividiu a plateia que esteve presente no show do ex-integrante do Pink Floyd que está em turnê pelo Brasil.

Durante o espetáculo que durou mais de três horas, o artista se manifestou sobre política e na cenografia no palco apareceu a frase “Ele Não”, movimento que atualmente faz sucesso nas redes sociais contra o deputado Jair Bolsonaro, de 63 anos, candidato à presidência do país. Enquanto parte do público gritava: “Ele Não”, outros entoavam: “Mito, mito…”

Logo depois, o telão do show exibiu mensagens contra a tortura e a favor dos direitos humanos, além de citar o neofascismo em diversos países do mundo. O Brasil entrou na lista com o nome de Bolsonaro. Roger Waters foi xingado e vaiado, porém, também recebeu aplausos da plateia mista que acompanhou a performance do músico na capital paulista. “Sou contra o ressurgimento do fascismo. E acredito nos direitos humanos. Prefiro estar num lugar em que o líder não acredita que a ditadura é uma coisa boa”, disse ele.



Artigos Relacionados