Dona da Amil doa R$ 38 milhões e cede leitos em 4 hospitais à saúde pública

A maior parte do dinheiro será aportado nos estados do RJ e SP, onde o grupo tem 30 de seus 35 hospitais

Postado em: - Atualizado em: em Saúde

O UnitedHealth Group Brasil, controlador da Amil e do grupo médico-hospitalar Americas Serviços Médicos, doou R$ 38 milhões para ajudar no combate ao coronavírus no Brasil.

As ações incluem:

  • Habilitação de leitos hospitalares para aumento da capacidade de atendimento
  • Incentivo à produção de equipamentos para proteção e testes de diagnósticos
  • Suporte social por meio de doações

A maior parte do dinheiro será aportada nos estados do Rio de Janeiro e São Paulo, onde o grupo tem 30 de seus 35 hospitais, segundo comunicado feito à imprensa.

Como vai funcionar o aporte?

Nos hospitais:  

No Rio de Janeiro, R$ 5 milhões estão sendo destinados à reabertura de 110 leitos em um hospital na Tijuca, em parceria com outras redes hospitalares. 

A unidade estava fechada por insuficiência de recursos.

Em São Paulo, serão cedidas as estruturas de internação e alguns leitos nos hospitais Vitória, em Santos, e Saint Vivant, em Sumaré.

O mesmo tipo de acordo, de empréstimo gratuito e por um período definido entre as partes, foi feito com a prefeitura de Curitiba para que 140 leitos no hospital Vitória, localizado na Cidade Industrial, sejam usados pelo sistema público.

Para equipamentos de proteção: 

O Grupo está arcando com a produção de 10 mil protetores faciais de PETG e 400 mil máscaras de SMS que serão doadas ao sistema público de saúde.

Ao Estado do Rio de Janeiro, serão doados R$ 11 milhões em equipamentos de proteção individual. O pacote inclui 5 milhões de máscaras.

Para testes e diagnósticos:

O Grupo doou R$ 5 milhões ao Instituto Butantan e outros R$ 7,5 milhões à Fiocruz para financiar a compra e a produção de kits e testes de diagnósticos da Covid-19.

*6Minutos


Artigos Relacionados