Coronavírus: Coleta seletiva é suspensa em Franca a partir desta terça-feira, 24

Decisão atende recomendação do Ministério Público e busca garantir a segurança dos profissionais

Postado em: em Cotidiano

A partir dessa terça-feira, 24 de março, a Prefeitura suspendeu a coleta seletiva do lixo urbano em Franca. 

A decisão atende a recomendação do Ministério Público Estadual e busca garantir a segurança e proteção daqueles profissionais que trabalham com o manuseio, muitas vezes em ambientes com aglomerações no pátio da Cooperativa de Catadores de Resíduos do município. 

A Prefeitura se fez presente em reunião ocorrida nesta terça-feira, 24, através do Chefe de Gabinete e das Secretarias de Serviços e Meio Ambiente, Negócios Jurídicos, Ação Social, além de dirigentes da Cooperativa de Catadores de Resíduos e prontamente acatou as orientações e transmitiu a empresa responsável pela coleta que auxilia no recolhimento de casa em casa.

Para aquelas pessoas que estavam habituadas a separar previamente o material reciclável a Secretaria de Serviços e Meio Ambiente estará transmitindo as orientações adequadas. 

Enquanto isso o material deve ser colocado ao lixo comum, ou seja, o orgânico, cuja coleta segue o seu ritmo sem interrupções, apenas com os cuidados redobrados entre os profissionais que executam esse serviço. 

O lixo recolhido em Franca continua sendo direcionado ao Aterro Sanitário.

Estiveram presentes na reunião, Paulo César Corrêa Borges - Promotor da 7ª  Promotoria de Meio Ambiente de Franca, Dilson Santiago de Souza - 1º PJ Auxiliar Franca, Diana Angélica Bastos - Presidente da COOPERFRAN - Cooperativa de Trabalho de Catadores de Materiais Recicláveis de Franca e Região, Ana Carolina Colombaroli - Advogada da COOPERFRAN, José Conrado Dias Netto - Chefe de Gabinete da Prefeitura de Franca, Murillo Eduardo Silva Menzote - Secretário de Negócios Jurídicos, Adriano Rodrigues Moreira Tosta - Secretário de Serviços e Meio Ambiente, Eliete Maria Neves - Secretária de Ação Social e Eliana Giuberti - Coordenadora Pedagógica de Educação Ambiental da Prefeitura.

Responsabilidade da população:

Os resíduos produzidos pelo paciente em isolamento no domicílio e por quem lhe prestar assistência, caso suspeito ou confirmado de infeção por COVID-19, devem ser: 

* separados, colocados em sacos de lixo resistentes e descartáveis; 

* fechados com lacre ou nó quando o saco tiver até 2/3 ( dois terços) de sua capacidade; 

* introduzido o saco em outro saco limpo, resistente e descartáveis, de modo que os resíduos fiquem acondicionados em sacos duplos; 

* fechado e identificado, de modo a não causar problemas para o trabalhador da coleta e nem para o meio ambiente; 

* encaminhado normalmente para a coleta de resíduos urbanos. 


Artigos Relacionados