Conheça os melhores exercícios para eliminar as dores de coluna nessa fase

Atividades proporcionam aumento da longevidade, melhora da saúde e diminui várias formas de dor

Postado em: em Mais+

Uma resposta típica ao experimentar a dor nas costas é querer ficar na cama ou pelo menos parar qualquer atividade extenuante. Embora essa abordagem seja compreensível e até mesmo recomendável no curto prazo, quando feita por mais de um ou dois dias pode prejudicar você. Em vez disso, os exercícios para dor na coluna são uma ótima alternativa para reabilitar e ajudar a aliviar a dor.

Exercícios são importantes para aumentar a flexibilidade e a força


Melhores exercícios para dor na coluna

É possível aumentar a longevidade, melhorar a saúde e diminuir várias formas de dor por meio do exercício físico. Quando feito de forma adequada, ele é capaz ainda de trabalhar a flexibilidade, aumentar a força e inclusive atenuar a dor nas costas.

Está sofrendo desse mal? Então conhecer os melhores exercícios para diminuir a dor é essencial para a gestão de sintomas. Confira quais são eles.

1. Alongamento

Um estudo recente do Group Health Research Institute descobriu que o alongamento é tão eficaz quanto a yoga na redução da dor. Pode ser de qualquer espécie, estático ou dinâmico. Ele contribui para melhorar a flexibilidade e diminuir o risco de dores nas costas e seus sintomas.

2. Yoga

Muitos estudos mostram que pessoas que praticam yoga apresentam menos dores e mais mobilidade que aquelas que simplesmente seguem tratamentos convencionais para o alívio da dor na coluna. É que a prática combina alongamento com força e equilíbrio, ajudando a tonificar músculos fracos e liberando os tensos.

3. Pilates

Um estudo canadense descobriu que pacientes com dor nas costas e na coluna que fizeram treino de pilates por cerca de quatro horas e 30 minutos por semana relataram menos desconforto e incapacidade após um ano do início do programa. O exercício fortalece os músculos do core, que sustentam a coluna vertebral, diminuindo o risco de lesões. Ele também aumenta a flexibilidade, tornando mais fácil se movimentar.

Cuidados ao realizar esses movimentos

Vela lembrar que, sempre antes de partir para uma série de exercícios, é importante conversar com um médico. Dependendo do problema, talvez sejam necessários cuidados especiais, que somente ele é capaz de avaliar.

Em muitos casos, também é necessário o acompanhamento de um profissional para executar os movimentos. Para isso, o ideal é buscar um instrutor de Educação Física ou um fisioterapeuta. O especialista proporcionará um treino seguro para o problema e ainda conseguirá acompanhar a sua evolução.


Artigos Relacionados