Treinadores brasileiros se tornam reféns...

E marionetes nas mãos dos dirigentes insanos!

Postado em: - Atualizado em:


​Sincera e honestamente, não consigo entender o que se passa na cabeça dos dirigentes do futebol brasileiro. Eles precisam urgentemente rever seus conceitos o mais rápido possível. Vira e mexe, fazem dos treinadores meros reféns e marionetes em suas mãos. A culpa pelo fracasso de um clube sempre recairá sobre os técnicos. Isso a meu ver, chega a ser um absurdo. Logicamente que não deixa de ser uma questão meramente cultural. Cuca demitido do Palmeiras em comum acordo nesta sexta, foi o último a sentir na pele o descaso e desprezo com que a classe é tratada. A vaiadade e soberba imperam nas diretorias atuais sem exceções.  E os jogadores onde ficam nessa triste história? A maioria deles prefere se omitir, mas muitos tem culpa no cartório. Além de fazerem complôs pra derrubar os treinadores, na maioria das vezes escapam ileso das atitudes insanas dos dirigentes que se julgam serem maiores que os clubes. Puxa vida, que triste círculo vicioso!  Precisamos reconhecer antes de mais nada, que o fut tupiniquim vai de mal a pior. Uma mentalidade atrasada e mesquinha Muita coisa precisa ser revista...  Vejo Alex Stival como vítima, pois pegou o bonde andando. Corrigir os erros dos outros sempre é complicado. Enfim, a Sociedade Esportiva Palmeiras deu uma aula de incompetência administrativa nesta temporada e não tem o direito de reclamar dos resultados que não apareceram.


*Esta coluna é semanal e atualizada às quintas-feiras.

TANGO DESAFINADO!

Postado em: - Atualizado em:

Afinal de contas: a Argentina irá ou não se classificar para o Mundial da Rússia? Perguntinha difícil de responder. Atualmente, a trupe de Messi ocupa a 6ª colocação nas Eliminatórias Sul-Americanas e estaria fora da Copa. Mas ainda resta uma rodada pela frente. Na próxima terça-feira, às 20h30, a seleção Albiceleste vai encarar o desclassificado Equador em busca da vitória para não ficar de fora da maior festa do futebol. Apesar de ser atual vice-campeã Mundial, a Argentina vive uma fase ruim e cheia de incertezas. E para agravar ainda mais a situação, não ganha uma competição desde 1993 (ano em que faturou a Copa América no Equador). Parece uma sina! Confesso que os argentinos já tiveram gerações melhores que a de Messi. A equipe de Sampaoli tem bons jogadores, mas é inferior as seleções de 78, 82, 86, 90, 94, 98 e 2002...  Além da falta de conjunto do time portenho, está faltando jogadores mais qualificados que acompanhem a inteligência de Lionel. Agora cá entre nós, seria ótima Los Hermanos não irem à Rússia mesmo porque não iriam fazer falta nenhuma.

*Esta coluna é semanal e atualizada às quintas-feiras.

"O MEDO DE PERDER TIRA A VONTADE DE GANHAR"

Postado em:

A falta de ousadia e criatividade dos times brasileiros, tem sido notória nos últimos meses. Os bons jogos são cada vez mais escassos. Os clubes em sua maioria justificam a frase dita por Luxemburgo: "o medo de perder tira a vontade de ganhar". Por essas e por outras, o futebol brasileiro acaba ficando pelo meio do caminho em competições internacionais. Porque não se arriscar mais? Afinal de contas, temos condições pra isso. Jogar com receio de perder de pouco ou até mesmo empatar fora de casa, não leva a lugar nenhum. Isso ficou comprovado na Libertadores. Então precisamos urgentemente voltarmos às origens e retomar o gosto pelo futebol solto e anárquico que animava as peladas do mundo todo. O esporte bretão está cada vez mais chato e insuportável de ser assistido. Raríssimas são as vezes que vemos um lance empolgante, uma jogada capaz de arrancar suspiros dos torcedores e um improviso que decida a partida. Precisamos levar em conta que faltam craques e principalmente ídolos. Temos a mania e costume de endeusarmos jogadores comuns. A monotonia infelizmente tomou conta definitivamente do nosso futebol. Quanto tédio, Ave Maria!

*Esta coluna é semanal e atualizada às quintas-feiras.

Entrevista com Felippe Manoel de Lima Pinheiro (Mascote do Franca Basquete)

Postado em:

Rodrigo: Como nasceu a ideia de se tornar mascote do Franca Basquete e em qual personagem você se inspira?

Fellipe: A ideia surgiu quando eu soube que o Franca Basquete iria voltar com a figura do mascote. Existia o canguru numa época vitoriosa do Unimed Franca. Eu soube que o novo Franca Basquete iria voltar com a figura do mascote e eles jogaram ao público, porque teria uma votação se continuaria o canguru ou se entraria outro personagem. Fui até a diretoria e me disponibilizei. Dizendo que eu tinha essa vontade e sonho de ser mascote do Franca Basquete. Sou torcedor apaixonado do basquetebol francano e agora é uma satisfação, uma alegria imensa ser o mascote do Franca. Logicamente que me inspiro na NBA (os mascotes de lá são os mais vistos, os mais famosos) fazendo um show à parte. Muitas pessoas vão aos jogos só pra assistir os mascotes e suas apresentações.

Rodrigo: Você hoje é considerado o mascote do Brasil por ser assim digamos espontâneo e ao mesmo tempo divertido. Como você encara isso ?

Felippe: Quando eu soube que fui eleito o melhor mascote do Brasil no NBB 16/17, fiquei muito feliz. Foi uma alegria imensa em saber que esse trabalho foi reconhecido, não tenho nem palavras para descrevê-la. Lido com isso com amor. O mascote saiu realmente das arquibancadas e foi para a quadra. A junção da alegria com amor pelo basquete me contamina. É sem sombra de dúvidas, minha fonte inspiradora.


*Esta coluna é semanal e atualizada às quintas-feiras.

FRANCA BASQUETE: OS ÁUREOS TEMPOS ESTÃO DE VOLTA?

Postado em:

O Franca Basquete vem fazendo bela campanha no Estadual e segue invicto na competição. São oito vitórias consecutivas e a liderança do campeonato. Fruto de um trabalho muito bem feito por comissão técnica e jogadores. Vale ressaltar,  que o respaldo financeiro dado ao clube pelo Sesi (principal patrocinador) tem sido importante nessa retomada do basquetebol francano. A manutenção de alguns atletas da temporada passada aliada a chegada de reforços pontuais e experientes, dá esperanças ao time comandado por Helinho de voltar aos áureos tempos com a conquista de títulos. O último Paulista conquistado por Franca, foi na temporada de 2007. Basta o elenco manter a humildade, os pés no chão e a concentração para atingir seus principais objetivos. A invencibilidade traz confiança e eleva o moral. Mas uma hora, algumas derrotas certamente virão. Espero que o grupo esteja preparado para assimilá-las e não deixe a soberba vir à tona.

*Esta coluna é semanal e atualizada às quintas-feiras.

"GOLEIRO NÃO PODE FALHAR"

Postado em:

Afinal de contas, quem será o goleiro titular do Brasil na Copa da Rússia? Por enquanto, Alisson é o dono da posição. Mas tem muita gente pedindo Cássio ou Vanderlei como titular na seleção de Tite, pela boa fase que vivem nos seus respectivos clubes. Aliás, este ano os goleiros tem se destacado de um modo geral com grandes atuações em diversas competições pelo Brasil. Que o diga César do Londrina. Não tem como negar o bom Brasileirão que o queixudo Cássio e sisudo Vanderlei vem fazendo com atuações irrepreensíveis. Mas faltando 281 dias para o Mundial, muita coisa pode mudar até o dia 14 de junho de 2018. Quem me garante que ambos estarão no esplendor de sua forma física e técnica até lá! Quanto ao contestado e atual titular Alisson, poderá vir a perder a posição. De qualquer forma, para atuar no gol do escrete canarinho numa Copa, o goalkeeper precisa estar muito bem equilibrado emocionalmente para transmitir tranquilidade e confiança aos seus companheiros. O carisma seguido pela frieza e concentração, também são de suma importância. Estamos muito bem servidos de goleiros, diga-se de passagem. Mas por enquanto, o ex-goleiro do Inter é o preferido de Tite. Porque não sei dizer. Talvez por sua calma e serenidade...

PANORAMA DAS ELIMINATÓRIAS SUL-AMERICANAS

A penúltima e última rodadas das Eliminatórias Sul-Americanas, promete forte emoções. E a partida que chama a atenção reunirá Argentina x Peru (5º x 4º colocados respectivamente). O duelo será no dia 5/10. A seleção Bicolor está em franca ascensão e vem de três triunfos consecutivos. Vale destacar que a última participação peruana em mundiais foi em 1982. A trupe de Gareca é guerreira e conta com bons jogadores e certamente vai querer se vingar da Albiceleste no confronto do próximo mês.Trocando em miúdos, apagar a má impressão deixada na Copa de 1978 quando abriram literalmente as pernas pros hermanitos chegarem a decisão e faturarem o Mundial. Em contrapartida, a seleção de Sampaoli vive uma fase terrível e de incertezas e se quiser ir à Rússia terá que vencer seus dois próximos embates. Quem diria! A equipe não se entende... O nervosismo é grande. Acredito que até irão a Copa, mas através da repescagem. Outra seleção que está despencando que nem folha seca é o Chile. No momento, figura na 6ª posição e estaria fora da Copa. Já os paraguaios reagiram mas perderam do Uruguai em casa ontem e voltaram a se complicar na competição. Quanto ao Brasil, está tranquilinho e jogou para o gasto diante dos colombianos que lutam para chegar ao Mundial.

*Esta coluna é semanal e atualizada às quintas-feiras.

Returno do Brasileirão: Osso duro de roer!

Postado em:


​O returno do Brasileirão é sempre mais difícil do que o 1º turno. Trocando em miúdos, são outros quinhentos. O líder Corínthians que o diga. Tropeçou em casa diante do Vitória-BA (que saiu da degola na noite desta segunda-feira ao derrotar o Coritiba pelo placar mínimo no Alto da Glória) e no último sábado foi pego de surpresa novamente ao perder para o lanterninha Atlético-GO. Mesmo assim, o Timão segue folgado na ponta da tabela mas evidentemente precisa abrir os olhos. O problema é que as demais equipes já assimilaram o jeitão de jogar da trupe de Carille. Já tivemos exemplos de reviravoltas nos anos de 2008 e 2009 com São Paulo e Flamengo, que estavam atrás de Grêmio e Palmeiras, respectivamente. Portanto, a tendência é que tenhamos duelos cada vez mais complicados e marcados por tamanha dramaticidade. Dos clubes tradicionais, a situação mais delicada é do Tricolor, detentor de seis títulos nacionais. Atualmente, ocupa a vice-lanterninha, com 23 pontos. Ou seja, a aflição aumenta a cada rodada para a turmita de Dorival Júnior que não consegue em hipótese alguma, embalar uma sequência de bons resultados. Tem faltado humildade, maturidade e confiança ao elenco. De nada adianta se lançar ao ataque feito um bando de loucos no decorrer dos embates. Primeiro, o São Paulo precisa reconhecer suas limitações e fechar a casinha. Restando 48 pontos em disputa, o Soberano precisará somar metade pra escapar da segundona na bacia das almas. Uma tarefa árdua pra um time de tantas glórias. Enfim, coisas da vida! A pressão tende a aumentar. Como sair? O Profeta precisará orientar seus companheiros a encontrar uma passagem secreta nesse beco sem saída...


*Esta coluna é semanal e atualizada às quintas-feiras.

Entre venda, disputa jurídica e economia com salário...

Barça pode ter quase R$1,5 bi a mais no caixa sem Neymar

Postado em:

O Barcelona comunicou nesta semana que entrou na justiça contra Neymar por prejuízos referentes ao não cumprimento de seu contrato com o clube. A entidade demanda 8,5 milhões de euros recebidos quando o jogador assinou seu vínculo no ano passado e mais 10% de juros. Caso Neymar não possa pagar tal quantia, o clube remete a dívida ao PSG.

O Barça já havia depositado sob juízo 26 milhões de euros que o pai do atleta teria direito a receber também pela renovação. O clube alega que o jogador descumpriu duas cláusulas do contrato e por isso a quantia foi depositada sob juízo.

Como lembrou o jornalista Alfredo martinez, caso vença essas duas quedas de braço na justiça, o Barcelona irá economizar 35,3 milhões de euros, fora os salários do jogador. Neymar recebia cerca de 15 milhões de euros líquidos por ano e o clube ainda arcava com os 48% de impostos. Ou seja, ele custava quase 30 milhões de euros anuais. Deixando de pagar isso, o Barça economiza mais 120 milhões.

O clube recebeu 222 milhões pela transferência, pode economizar mais 35,3 nas disputas judiciais e mais 120 milhões em salários. No total, 377,3 milhões de euros entre ganho e economia. 1,4 bilhão de reais.


*Esta coluna é semanal e atualizada às quintas-feiras.

Tite concorre ao prêmio da Fifa de melhor técnico da temporada

Postado em:

Tite concorre com outros 11 nomes ao prêmio da Fifa de melhor técnico da temporada. O nome do treinador apareceu na lista de finalistas divulgadas pela entidade na manhã desta quinta-feira e ele vai concorrer com treinadores dos melhores times do mundo, exemplos: Carlo Ancelotti (Bayern de Munique), Luis Enrique (ex-Barcelona), Guardiola (Manchester City), José Mourinho (Manchester United), Simeone (Atlético de Madrid) e Zidane (Real Madrid). Apenas Tite e Joachim Low, da Alemanha, comandam seleções. Único brasileiro entre os finalistas, Tite conta com a companhia de três italianos (Allegri, Ancelotti e Conte), dois espanhóis (Luis Enrique, Guardiola), dois portugueses (Mourinho e Jardim) e dois argentinos (Pochettino e Simeone). A França tem um representante (Zidane), assim como a Alemanha (Low).

Os escolhidos saíram de um painel definido pela Fifa com 11 ex-jogadores de várias partes do mundo, são eles: Cafú (Brasil), Donovan (EUA), Francescoli (Uruguai), Alex Frei (Suíça), Nakata (Japão), Maradona (Argentina), Okocha (Nigéria), Puyol (Espanha), Valderrama (Colômbia), Van der Sar (Netherlands) e Ivan Vicelich (Nova Zelândia).

Os vencedores das categorias de treinadores e jogadores do futebol feminino e masculino serão escolhidos agora em um processo que terá votos dos técnicos das seleções nacionais, capitães, jornalistas e fãs. A votação para o público começa na próxima segunda-feira através do site oficial da entidade. O pleito termina no dia 7 de setembro e, no mesmo mês, serão divulgadas as listas com os três finalistas de todas as categorias.

Com a nova medida política pela Fifa, a escolha leva em conta o trabalho realizado ao longo da última temporada europeia (e não mais em relação ao ano corrido). Ou seja, vai de 20 de novembro de 2016 a 2 de julho de 2017. Desde sua chegada ao comando da Seleção, que englobou esse período, Tite emplacou nove vitórias seguidas, garantiu o Brasil na Copa e recolocou a Seleção no primeiro posto do ranking da Fifa.

Além da categoria de técnico, a Fifa também organiza o prêmio The Best, como é chamado, para a melhor jogadora do futebol feminino e masculino. Os outros prêmios da cerimônia da entidade, que acontecerá no dia 23 de outubro, em Londres são: Fifa Fair Play, Puskás (gol mais bonito), seleção do ano e o melhor goleiro do mundo.

*Esta coluna é semanal e atualizada às quintas-feiras.

QUEM É QUE VAI PAGAR POR ISSO!

Postado em:


Atlético-MG e Palmeiras foram eliminados da Libertadores por Jorge Wilstermann-BOL e Barcelona-EQU, respectivamente. Apesar da modéstia dos adversários, a queda precoce de ambos não chega a ser uma surpresa. A bem da verdade, tanto Galo quanto Alviverde davam mostras de que mais cedo ou mais tarde iriam sucumbir. Pois o desempenho dentro de campo em nenhum momento chegou a empolgar seus torcedores. Equipes que trocaram treinadores, que investiram alto não honraram suas tradições. Faltou consistência, plano de jogo e principalmente jogadores que jogam com a alma e o coração. Não cabe neste exato momento procurar um único culpado pelos fracassos da temporada e tão pouco promover mudanças drásticas nos badalados elencos. A humildade passou longe dos mineiros e paulistas. Muita vaidade, estrelismo e conversinha pra boi dormir só poderia dar no que deu.

ATÉ A PÉ NÓS IREMOS!

E o Grêmio? Vai muito bem, obrigado! Ontem despachou o Godoy Cruz-ARG, ao vencer por 2 a 1, de virada, com dois gols de Pedro Rocha. No começo do duelo tomou um susto, porque a equipe argentina não se intimidou com a pressão da torcida gremista e incomodou a trupe de Renato. Mas aos poucos, o Tricolor dos Pampas assimilou o golpe e assumiu o controle da partida ao seu estilo. Trocando passes, fazendo triangulações e mostrando precisão nos contragolpes. Uma equipe muito consistente, bem armada e forte tecnicamente com DNA copeiro e madurinha pra conquistar títulos. O Grêmio vai longe, não resta a menor dúvida... Seus jogadores tem sangue nos olhos, dá prazer assistir os sulistas desfilando pelos gramados.

*Esta coluna é semanal e atualizada às quintas-feiras.