Prevenir É Melhor Que Remediar

Postado em:

Se você possui funcionários reclamões, mostre esse texto a eles. Ou melhor, mostre esse texto para toda a sua equipe, já que falarei sobre os efeitos negativos de ficar remoendo erros ou equívocos ocorridos no local de trabalho.

Já é senso comum que ninguém gosta de ficar perto de pessoas negativas, que somente enxergam o lado ruim dos acontecimentos e muito menos daqueles que passam o dia todo reclamando. Porém, esse tipo de comportamento não é prejudicial somente aos que estão ao redor, mas também para aqueles que possuem esses vícios.

Segundo uma pesquisa publicada recentemente no European Journal of Work and Organizational Psychology os efeitos negativos dos acontecimentos são prolongados naquelas pessoas que tendem a reclamar mais. Ou seja, quanto mais o problema é trazido à tona, seja em conversas com colegas ou em outros contextos, mais se demora para supera-lo.

O estudo foi realizado com mais de 100 funcionários de diversas empresas pela Universidade de Tecnologia de Eindhoven, na Holanda, e pela Leeds School of Business, dos EUA. Esses funcionários mantiveram um diário por 3 dias onde registraram conflitos de toda ordem que ocorreram durante o dia, fosse esse relacionado ao trabalho ou não. Em seguida, eles deviam colocar suas reações imediatas após cada incidente.

Aqueles que apresentaram mais “espírito esportivo”, e souberam lidar melhor com essas situações sem ficar remoendo, se mostraram mais engajados, satisfeitos e propensos a superam essas dificuldades com mais rapidez. Contudo, aqueles que se comportaram maneira contrária a essa, se mostraram mau humorados até mesmo no dia seguinte.

O que ocorre é algo muito simples: quanto mais importância você dá para um acontecimento, mais expressivo ele se torna na sua vida. Então, quando você fica reclamando de um pequeno erro, ele acaba ganhando mais importância do que realmente tem e isso reforça seu efeito negativo no seu cotidiano.

Ou seja, por mais que fazer um desabafo pareça a melhor solução e possa trazer uma sensação de alívio, caso esse desabafo se estenda, certamente se tornará outro problema.

Contudo, os pesquisadores afirmam: não basta reprimir seus funcionários. É preciso que as lideranças busquem minimizar os eventos negativos no ambiente de trabalho. Afinal de contas, prevenir é sempre melhor do que remediar.

Quer saber mais sobre empreendedorismo e sucesso?

Acesse >> www.fredabrahao.com.br

*Esta coluna é semanal e atualizada às sextas-feiras.

O Preço da Alta Rotatividade

Postado em:

Os funcionários não param na sua empresa? Talvez esteja na hora de você começar a repensar esse problema!

Ter uma alta rotatividade de funcionários pode custar mais do que investir em benefícios, política de remuneração e em um ambiente de trabalho agradável. Isso porque uma demissão tem vários custos colaterais: o acúmulo de serviços para os colegas que ficaram, a falta de cumprimento dos prazos, piora no atendimento ao cliente entre outros.

Além disso, investir em benefícios, não significa que você precisará despender de uma enorme quantia financeira. Oferecer uma remuneração variável de acordo com o desempenho de cada funcionário, estabelecer um ambiente de trabalho agradável e aprimorar certas características de liderança são opções viáveis e possíveis que não representam grandes gastos.

Outra opção de benefício que vem ganhando a atenção de muitas pessoas são as jornadas de trabalho flexíveis e o trabalho em casa. Você pode, por exemplo, estabelecer um cronograma onde uma vez na semana o funcionário possa trabalhar em casa ou depois de alcançar alguma meta, ele tenha direito a uma folga extra. Esses incentivos agradarão facilmente a quase todos os funcionários e isso aumentará consideravelmente a qualidade do ambiente de trabalho.

Se o quadro de funcionários da sua empresa é mais jovem, existem alguns aspectos que não podem ser negligenciados. Um deles é fator aprendizado: é natural que as pessoas mais novas tenham um desejo por aprender, por desenvolver suas habilidades. Proporcionar meios para que isso se realize dentro da empresa será um grande incentivo e um fator de satisfação para seus colaboradores.

Outro ponto crucial é o modo como seus funcionários engajam com a própria empresa e o produto vendido ou serviço prestado. É importante que o colaborador se envolva com esses projetos e tenha interesse em opinar e fazer parte do que sua empresa está construindo.

Para isso é preciso que, além de espaço para expressar suas ideias, o trabalhador tenha suas ideias levadas em conta na hora da execução de um projeto. Essa é uma maneira simples de expressar que o grande valor que o trabalho dessa pessoa tem para a empresa. Com essa pequena atitude, você estará incentivando a pro-atividade em sua equipe!

Como Reverter Essa Situação

Caso sua empresa já esteja enfrentando problemas com um quadro de funcionários desmotivados e com uma alta rotatividade, será preciso tomar uma atitude nem um pouco agradável: sentar-se com quem decidiu sair e tentar entender o que tem sido feito de errado na sua empresa.

Levar essas considerações a sério é muito importante, pois o mal-estar entre os funcionários geralmente tem a mesma fonte. Ou seja, se algo está ruim para um e muito provável que esteja ruim para quase todos.

O segundo passo é compreender o que pode ser feito para consertar o erro e, logicamente, colocar suas descobertas em prática!

Quer saber mais sobre empreendedorismo e sucesso?

Acesse >> www.fredabrahao.com.br

*Esta coluna é semanal e atualizada às sextas-feiras.


Competitividade Pode Trazer Prejuízos

Postado em:

Ter espírito competitivo é uma das principais características para empreendedores e pessoas que buscam ser bem-sucedidas em suas carreiras profissionais. Além disso, a competição faz parte do nosso dia-a-dia e está presente nas mais diversas esferas das nossas vidas.

É muito provável que na sua empresa sejam utilizados mecanismos de recompensa como bônus, gestão de performance e incentivos a comportamentos adotados pelos profissionais para se destacarem junto aos colegas.

No entanto, a competitividade excessiva pode ser extremamente prejudicial para você e para o seu ambiente de trabalho. Isso é o que aponta uma pesquisa realizada pela parceria entre London Business School, PwC e Banco Mundial e publicada recentemente na Harvard Business Review.

Através deste estudo feito com 204 funcionários de empresas dos mais variados setores, foi possível estabelecer uma conexão entre políticas de incentivo a competição interna de funcionários e comportamentos criativos ou antiéticos.

Sendo que, um comportamento criativo é aquele que busca a solução dos problemas através de novos processos e tecnologias. Enquanto, um comportamento antiético é aquele que prejudica os colegas ou recebe créditos indevidos.

De acordo com os pesquisadores, a adoção de tais comportamentos depende majoritariamente do modo como a competição é apresentada aos funcionários pela liderança da empresa: quanto mais empolgação ela causa, mais os funcionários tenderam pela criatividade, quanto mais ansiedade, mais eles tenderam por práticas antiéticas.

Essa preocupação fica mais clara ao se analisar os resultados do experimento realizado com 475 gerentes. Segundo os pesquisadores, o modo como as mensagens são passadas influenciam diretamente na maneira como os funcionários receberão tais informações. Essa conclusão foi obtida através da observação das reações dos funcionários a uma simples notícia: a consequência de se alcançar um resultado positivo no fim do mês.

Em um primeiro momento, analisou-se a reação deles a frase "conseguir ficar entre os melhores resultará em receber um bônus significativo neste mês", e em um segundo momento a frase "não ficar entre os melhores fará com que você perca um bônus significativo neste mês".

A positividade exposta na primeira sentença, já foi suficiente para gerar empolgação, e os funcionários que a ouviram tenderam a adotar práticas criativas. Já no segundo momento, ocorreu o contrário. A negatividade gerou ansiedade e os funcionários que a ouviram tenderam a práticas antiéticas.

Isso deixa claro que motivar sua equipe e manter um comportamento ético no seu ambiente de trabalho dependem diretamente da maneira como as mensagens são passadas. Sendo assim, opte pelo respeito e evite fazer com que seus colaboradores tenham medo da sua liderança. Essa prática certamente melhorará o ambiente de trabalho e favorecerá uma grande melhora nos resultados da sua empresa.

Quer saber mais sobre empreendedorismo e sucesso?

Acesse >> www.fredabrahao.com.br

*Esta coluna é semanal e atualizada às sextas-feiras.

PJ ou CLT: qual é mais vantajoso para você?

Postado em:

Você já pensou em contratar um profissional como prestador de serviços em vez de um profissional com carteira assinada? Muitos têm visto essa opção como uma saída para economizar com os possíveis custos previstos pela CLT.

Mas será que isso realmente é vantajoso? Veja a seguir.

A principal diferença entre contratar um profissional como prestador de serviços está no fato de que nesse regime, você estará contratando uma pessoa jurídica (PJ) e não uma pessoa física.

Mas qual a diferença que isso faz (na prática)?

Na prática, isso significa que o contratante terá seus custos de contratação diminuídos consideravelmente, já que a tributação sobre esse contrato será menor, pois ao contratar uma PJ não há o pagamento do INSS, FGTS e a alíquota do imposto de renda é menor, o que beneficia o prestador.

Porém, as aparências podem enganar e é preciso seguir algumas recomendações para esse regime de contratação seja vantajoso para o contratante. Veja a seguir evitar que sua empresa saia no prejuízo.

Segundo a CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas) em seu art. 3º, empregado é toda pessoa física que prestar serviços de natureza não eventual a empregador sob dependência e mediante salário. Ou seja, se você contratar alguém como PJ e a relação dela com sua empresa se enquadrar no art. 3º, ela terá as mesmas garantias que uma pessoa física contratada no regime CLT.

Existem alguns pontos que configuram um vínculo empregatício para com um prestador de serviços:

– Trabalho efetuado pela pessoa física;

– Pessoalidade;

– Habitualidade;

– Onerosidade; e

– Subordinação.

Outro ponto que pode pesar a favor da existência de vínculo empregatício é a exclusividade da prestação de serviço, já que isso gera dependência financeira do prestador para com que o está contratando. Por isso, fique de olho nos seguintes aspectos:

– Pagamento diretamente na conta bancária da pessoa física;

– Recebimento do mesmo valor mensalmente;

– Concessão de benefícios – assistência médica, odontológica, vale refeição, alimentação, entre outros;

– E-mail corporativo;

– Mesa fixa, ou seja, local de trabalho;

– Ramal de uso exclusivo;

De modo geral, o aumento da contratação de PJ ocorre em épocas de instabilidade econômica, já que nesse período as empresas buscam diminuir seus custos e otimizar sua produção. Talvez, essa seja uma boa maneira de você encontrar o equilíbrio financeiro dentro do seu empreendimento, mas lembre-se de seguir as dicas acima para não sair no prejuízo!

Quer saber mais sobre empreendedorismo e sucesso?

Acesse >> www.fredabrahao.com.br

*Esta coluna é semanal e atualizada às sextas-feiras.

Ser Empreendedor Social É Necessário

Postado em: - Atualizado em:

​Se você já possui seu negócio, mas acredita que o retorno dele para a sociedade poderia ser maior ou se você pretende iniciar um empreendimento para sanar alguma carência social que você enxerga, então uma coisa é certa: você está no caminho para se tornar um empreendedor social.

Pensando nisso, saparei essas 8 dicas para te auxiliar nesse processo. Leia e veja como se tornar um empreendedor social:

 1. Você conhece o problema que quer solucionar?

Identificar a demanda social com a qual você deseja trabalhar e analisar os motivos que constituem esse problema são os primeiros passos a serem tomados. Assim, você descobre o que realmente precisa de solução para, então, traçar um plano de ação.

2. Saiba Quais Serão As Pessoas Alcançadas

O segundo passo é saber quem são as pessoas que serão abrangidas pela sua solução. Busque descobrir quais são suas culturas, seus valores e rotinas. Essa atitude te levará a um nível mais profundo de compreensão do problema a ser resolvido. Além disso, a conversa com as pessoas envolvidas lhe auxiliará a encontrar uma solução mais eficiente. Busque aliar o conhecimento popular com conhecimentos externos.

3. Como Montar O Projeto?

Depois dessa aproximação, é hora de montar o projeto.  Inclua nele os seus objetivos, plano de captação de recursos e/ou sustentabilidade financeira, ações objetivas, número de pessoas envolvidas, comunicação e indicadores de impacto. Faça-o de maneira transparente e em conjunto com as pessoas que serão atingidas por ele.

4. Beneficiários e Colaboradores

É importante que os beneficiários sejam participantes do projeto. Afinal de contas, são eles que convivem com os problemas e serão eles que mostrarão se a sua solução funciona ou não. Por isso, tenha em mente que eles são as grandes fontes de informação e, consequentemente, são parte inerente das ações que estarão em andamento.

5. Captação de Recursos

Conseguir os recursos financeiros e materiais para manter o projeto vivo será uma parte complicada. Algumas opções de captação de recursos são: 1) editais; 2) parceria com empresas e poder público; 3) crowdfunding; 4) pagamento de pequenas contribuições pelos beneficiários, no caso de produtos.

Outro ponto importante é o auxílio de grupos que fazem trabalhos na mesma região ou no mesmo segmento que você. No empreendedorismo social o que importa é a colaboração!

6. Comunicação Correta

Saber se comunicar é um dos principais requisitos para que o seu projeto tenha sucesso. Seja com os próprios beneficiários/colaboradores ou com o restante da sociedade. Ter uma comunicação bem estruturada pode gerar visibilidade para o projeto, atrair parceiros, voluntários, colaboradores e inspirar pessoas a desenvolverem projetos que se aliem ao seu.

7. Feedbacks

Busque fazer reuniões periódicas com os envolvidos no projeto para compreender como cada um tem percebido as ações realizadas. Esse feedback é de grande importância, pois é nesse momento que serão reconhecidas as ações que funcionam e as que não funcionam.

8. Metodologia

Por último, mas talvez o mais importante. Tenha uma metodologia clara e cambiável de acordo com o momento em o projeto se encontra. É importante que as ações estejam em coerência com o pensamento do projeto e com a ética social.

Quer saber mais sobre empreendedorismo e sucesso?

Acesse >> www.fredabrahao.com.br

*Esta coluna é semanal e atualizada às sextas-feiras.

Como Empreender Segundo Elon Musk

Postado em:

O sul-africano, Elon Musk, 45, vem conquistando cada vez mais atenção no mundo do empreendedorismo e da ciência. Sua visão desbravadora e seu impulso inovador fazem dele um dos mais brilhantes empresários de nosso tempo.

Musk é o fundador do Paypal, da Tesla Motors, da SolarCity e da SpaceX. E atualmente atua em duas frentes que antes só eram sonhos para a humanidade: carros elétricos de alto desempenho e a viagem tripulada ao planeta vermelho, Marte. E mais do que atuar, ele possui um plano de ação e um cronograma a ser seguido!

Por isso, todo conselho vindo dele deve ser muito bem analisado e sempre deve ser levado em consideração. Então, dê uma olhada nessas 4 dicas de Elon Musk para a sua carreira, selecionadas pela revista Inc:

1. Foque nos impactos do seu sonho e não nas probabilidades

A maioria das pessoas tende a pensar que um sonho é algo impossível. Mas, se Musk sonha em colonizar marte e está no caminho, seu sonho também pode virar realidade.

2. Ninguém cria negócios incríveis por dinheiro

A vontade de atingir coisas que ninguém nunca fez é um dos combustíveis da inovação. Para Musk, solucionar problemas que vão afetar o futuro da humanidade vale mais do que dinheiro. Por isso, se você quer atingir coisas extraordinárias, foque na diferença que você quer ver no mundo e não na recompensa financeira.

3. Na contratação, talento vale mais que quantidade

Alguns empreendedores passam por dificuldades ao juntar uma equipe grande para ajudar no negócio. Mas Musk pensa diferente. “É um erro contratar um número alto de pessoas para fazer um trabalho complicado. Números nunca irão compensar o talento na tentativa de cumprir uma tarefa”, diz. Da próxima vez que for contratar alguém, leve em consideração o conhecimento e o talento das pessoas.

4. Questione sempre

Você pode pensar que Musk está satisfeito com o que já conquistou, mas o empreendedor está frequentemente buscando melhorar. “É muito importante receber feedback para analisar o que você tem feito e como poderia melhorar. A melhor dica que eu posso dar é sempre questionar como você poderia estar fazendo melhor as coisas”, afirma o empreendedor.

5. Encontrar as perguntas certas

O livro favorito de Musk na adolescência era “O Guia do Mochileiro das Galáxias”. Com ele, o empreendedor aprendeu a importância de encontrar as perguntas certas. “A parte mais difícil é encontrar quais perguntas devemos fazer. Depois disso, achar as respostas se torna muito fácil”.

Quer saber mais sobre empreendedorismo e sucesso?

Acesse >> www.fredabrahao.com.br

*Esta coluna é semanal e atualizada às sextas-feiras.

Declare o Imposto de Renda Sem Complicações

Postado em:

​O prazo para envio das declarações do Imposto de Renda de Pessoa Física começou na última quinta-feira (02 de Março), e se estenderá até dia 28 de Abril. Contudo, o período de mais de um mês para realizar as declarações pode ser curto para os desavisados, para pessoas que ainda não se habituaram com a burocracia e dados a serem fornecidos e também para aqueles que não estão por dentro das mudanças no preenchimento deste ano.

Por isso, não deixe para organizar seus documentos na última hora e se adiante.

MAIS FACILIDADE

Caso você não saiba, desde o dia 23 de fevereiro já é possível fazer o download gratuito do programa gerador da declaração do Imposto de Renda disponibilizado pela Receita Federal. O aplicativo está disponível para diversas plataformas, entre elas Android e iOS.

Essa nova versão do programa traz diversas melhorias e algumas novidades. A partir de agora bastará este software para que você consiga preencher e enviar sua declaração e as atualizações do app serão automáticas.

Além disso, também houve mudanças nos dados pedidos pela Receita. Agora será obrigatório informar o CPF dos dependentes com 12 anos ou mais. Ano passado, essa obrigatoriedade valia para dependentes a partir de 14 anos.

Este ano, o Governo Federal espera receber cerca de 28,3 milhões de declarações do IRPF, sendo que aqueles atrasarem deverão pagar multa que vai de R$ 165,74 até 20% do total do imposto devido.

QUEM DEVE DECLARAR O IR?

Se você está em dúvida se deve ou não declarar, fique atento. Todos os contribuintes que receberam rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70 reais em 2016, e também aqueles que receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a 40 mil reais estão obrigados a realizarem a declaração do Imposto de Renda.

Além disso, se você obteve, em qualquer mês de 2016, ganho de capital na alienação de bens ou direitos sujeito à incidência do imposto ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias e de futuros, você também deverá entregar a declaração de IR.

Já no caso da atividade rural, deverão fazer a declaração aqueles que possuírem renda bruta superior a R$ 142.798,50; que pretendam compensar prejuízos do ano-calendário 2016 ou posteriores; ou que tiveram, em 31 de dezembro, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a 300 mil reais.

Se você pretende realizar deduções na sua declaração, é importante saber que todo contribuinte tem direito a uma dedução padrão de 20% da renda tributável. Esse desconto está limitado a R$ 16.754,34 - mesmo valor do ano passado.

Os limites de dedução com dependentes e educação permaneceram os mesmos do ano passado. Portanto, será possível abater até R$ 2.275,08 por dependente. Além disso, não há limite de valor para deduções com despesas médicas. Sendo que gastos com consultas médicas, dentistas, fonoaudiólogos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, hospitais, além de exames laboratoriais, entre outros podem ser abatidos.

No entanto, o limite de abatimento de despesas com empregados domésticos caiu de R$ 1.182,20 reais para R$ 1.093,77.

Não deixe para fazer sua declaração em cima da hora! Você pode fazer o download do aplicativo da Receita Federal aqui ou aqui (para Android).

*Esta coluna é semanal e atualizada às sextas-feiras.

Aposte no Marketing - 10 Tendências Para 2017

Postado em:

As ferramentas de marketing têm se tornado cada vez mais amplas e diversificadas. Saber utiliza-las pode ser um desafio, e fazer mau uso delas certamente trará grandes prejuízos. Por isso, é preciso que você esteja sempre antenado as novas tendências e busque aprimora-las de acordo com as especificidades da sua empresa.

Conheça as principais tendências do marketing para este ano, segundo Mônica Lobenschuss, fundadora da Social Lounge:

1. SEO

As técnicas de Search Engine Optimization continuam em alta. Então, invista nisso e prepare o site da sua empresa para que possa ser mais facilmente localizado nos mecanismos de busca.

2. Blog

Uma das principais estratégicas para melhorar o posicionamento da sua marca no Google é a geração de conteúdos em blog. Então, agregue um blog ao seu site, se ainda não tiver, e passe a compartilhar dicas, orientações e outras informações de interesse dos seus clientes. Lembre-se de fazer o SEO no blog também.

3. Webinars

Assim como participar de feiras e eventos aproxima as marcas de seus clientes e potenciais contratantes, invista em webinars com temas de interesse, alinhados ao seu negócio.

Você pode tirar dúvidas sobre determinado assunto, pode dar uma palestra ao vivo e até convidar outros especialistas para uma jornada específica sobre o tema da sua empresa.

4. Redes sociais

O crescimento das redes sociais continua em alta, principalmente com a utilização de vídeos. Então, prepare um planejamento para estar nas redes sociais que atinjam os seus clientes, pelo menos duas ou três vezes por semana. Fale sobre o seu negócio, tendências, curiosidades, dicas etc.

5. Ads

Os anúncios nas redes sociais e no Google terão ainda mais destaque nesse ano, pois permitem falar diretamente com o perfil de pessoas que você quer atingir, monitorar resultados e fazer alterações nas companhas sempre que quiser, para melhor a conversão.

6. Marketing de conteúdo

O inbound marketing virá com mais força ainda em 2017, pois já comprovou os seus resultados para atrair e fidelizar clientes, com ganhos comerciais.

É uma das principais estratégias de marketing para conversão de vendas e baseia-se na entrega de conteúdos para o público-alvo do seu negócio, educação dessas pessoas sobre o seu segmento e diferenciais, convencimento das vantagens da sua marca, relacionamento com o cliente, venda e fidelização.

7. Landingpages

É uma das principais estratégias para capturar e-mails de pessoas interessadas em receber determinado conteúdo.

Você pode divulgar um e-book ou até um vídeo e um artigo por meio dessa página, em que a pessoa terá de deixar um e-mail, que você usará para nutrir esse potencial cliente com novas informações do seu negócio.

8. Uso de persona

Conheça o seu cliente em detalhes e construa o perfil exato dele (mais conhecido como persona ou avatar), para elaborar campanhas específicas de marketing e comunicação, feitas sob medida para essas pessoas.

9. Gatilhos mentais

Inclua gatilhos mentais nas suas diferentes plataformas de comunicação. Entre os que mais convertem estão os de “História” (conte a sua história, as motivações da sua empresa, momentos de desafio e superação, inspiração do empreendedor etc.), “Autoridade” (invista em assessoria de imprensa para ter matérias sobre a sua empresa e mostrar que é especialista e referência) e “Prova Social” (use depoimentos de clientes para destacar como estão fidelizados e que recomendam a sua marca).

10. Networking

O networking organizado, via grupos online e até encontros e eventos presenciais, é uma forte tendência para esse ano. É um espaço para empresas se conectarem, conseguirem recomendações, aprenderem com outros empreendedores e ampliarem os seus canais de vendas e de divulgação.

Para começar agora mesmo a aplicar as melhores ferramentas e técnicas, conheça em profundidade o seu cliente.

Para isso, se quiser, faça uma pesquisa rápida para descobrir o perfil do seu contratante, diferenciais e vantagens que enxerga na sua empresa, suas redes sociais preferidas e temas de interesse. Com essa munição, é só preparar as suas armas e partir para a conquista!

Quer saber mais sobre empreendedorismo e sucesso?

Acesse >> www.fredabrahao.com.br

*Esta coluna é semanal e atualizada às sextas-feiras.

Se Não Há Leitura, O Sucesso Nunca Chegará

Postado em:

Nós já estamos entrando na reta final de fevereiro e quantos livros você já leu este ano?

Segundo Warren Buffet, um grande investidor e empresário de sucesso norte-americano, você é capaz de ler até 500 páginas por dia. E esse é um dos conselhos que Buffet considera mais importante para quem deseja alcançar o sucesso.

Se você está lendo esta matéria e se impressionou com esse número, saiba que ler 500 páginas por dia é algo possível de ser feito, segundo os cálculos de Charles Chu, escritor norte-americano que entre 2015 e 2016 já havia lido mais de 400 livros completos.

Chu havia se lançado no desafio de ler pelo menos 3 livros por semana, porém este objetivo não foi alcançado, mas durante seu percurso, ele foi capaz de provar que era possível a qualquer um ler uma grande quantidade de livros em apenas um ano.

Esse desafio pode parecer loucura, mas segundo Buffet, quanto mais se lê mais se aprende, e quanto mais se aprende, mais capacitado alguém se torna. Por isso, sua relação com os livros está diretamente ligada ao tamanho do seu sucesso.

A Leitura No Brasil

Infelizmente, o Brasil não possui um público leitor muito assíduo (ou grande). Segundo a Pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, realizada pelo Ibope por encomenda do Instituto Pró-Livro, o brasileiro lê, em média, 4,96 livros por ano, sendo que do total de livros lidos, 2,43 foram terminados e 2,53 lidos em partes.

Se fossemos comparar, o número de livros que Chu se comprometeu a ler por semana, já seria maior do que o número de livros terminados no ano todo pela média brasileira!

Outros Atrativos

O escritor ainda vai além e afirma que se o tempo gasto com redes sociais se convertesse em tempo lendo livros, o número de páginas lidas ao fim do ano seria ainda maior. Isso porque em média um brasileiro gasta mais de 650 horas por ano em redes sociais.

Enquanto que para se ler 200 livros em um ano, o tempo gasto seria de aproximadamente 417 horas, já que em média uma pessoa consegue ler e 200 a 400 palavras por minuto e um livro não-ficção geralmente possui 50 mil palavras.

Além disso, essa comparação fica ainda mais impressionante quando olhamos para o tempo gasto em frente à tv aqui no Brasil. Segundo pesquisa realizada pelo Kantar Ibope Media, em 2015 o brasileiro gastou em média 6 horas por dia na frente da telinha, o que totaliza algo em torno de 2190 horas por ano!

Ou seja, se você ainda dúvida da sua própria capacidade para se tornar um grande leitor, pare agora com isso e pegue já um livro!

Quer saber mais? Acesse>> www.fredabrahao.com.br

*Esta coluna é semanal e atualizada às sextas-feiras.

Transforme sua frustração em combustível

Postado em:

Com o mundo em ebulição e a economia estagnada, tem se tornado comum vermos empreendedores desanimados e cabisbaixos. Uma das consequências quase imediatas de todo esse imbróglio que vemos diariamente no Brasil é o aumento substancial do sentimento de frustração entre os empresários dos mais variados setores. Então, se você se tem se sentido dessa forma, este texto é para você. Acompanhe.

Todos nós passamos e passaremos por momentos difíceis em nossas vidas e carreiras. Contudo, não devemos enxergar essas situações como instransponíveis, ou seja, como o fim da jornada. Muito pelo contrário, devemos buscar fortalecer o nosso ânimo ao passar por elas.

Faça uma auto avaliação

Encarar as crises de frente e compreender que se sentir frustrado é algo natural e que significa que você não está satisfeito com o modo que as coisas têm funcionado é essencial para que você cresça profissionalmente e em sua vida pessoal também.

Por isso, a auto avaliação não deve ser subestimada, mas deve sempre ser uma ferramenta pronta a ser usada nesses momentos complicados de nossas vidas. Principalmente se você ocupa um cargo de liderança. Pois além de cuidar das suas próprias responsabilidades e do seu próprio desenvolvimento, você precisa fornecer feedbacks e aconselhamento aos seus liderados e auxilia-los de maneira que, quando eles se sentirem frustrados, você tenha condição de repassar a sua própria experiência e exemplo.

Ouça sua equipe

Dessa forma, não se intimide em saber a opinião sincera dos seus colegas de trabalho no que diz respeito a sua atuação dentro da empresa e do seu desempenho profissional. Escute as críticas, filtre-as e aplique as mudanças necessárias na prática. Logicamente, nada disso será fácil, nem ocorrerá da noite para o dia. Mas, certamente te servirá como um grande ensinamento para os momentos em que você deverá criticar o trabalho de um liderado.

Então, compreenda que passar por momentos de dificuldade é natural, da mesma forma que se sentir frustrado, na maioria dos casos, é um sinal de inconformismo, algo essencial para quem deseja chegar mais longe do que a maioria das pessoas em suas carreiras. Além disso, o comportamento mais adequado para essas situações é buscar o desapego com o que estava sendo feito até ali, para que a partir de uma auto avaliação, se consiga produzir algo novo e inovador de fato.

Siga seus instintos

Para finalizar, uma dica que quase todos já sabem, mas esquecem diariamente: não coloque seu coração em um objetivo final, pois isso certamente trará frustração e desânimo, já que enquanto você não chegar até ele, tudo será compreendido como perda de tempo, já que sua força está voltada para aquele momento singular que você terá ao alcança-lo. Coloque seu coração na caminhada e a abrace todos os dias, isso tornará sua vida mais agradável e, consequentemente, fará com você chegue mais longe do que aquele objetivo que você havia traçado inicialmente.

Quer saber mais? Acesse>> www.fredabrahao.com.br

*Esta coluna é semanal e atualizada às sextas-feiras.