Centro de Sismologia da USP ‘não registrou’ tremores de terra em Sales Oliveira

Apesar da informação, Administração Municipal segue empenhada em esclarecer ocorrências

Postado em: em Cidades

Em resposta à Prefeitura de Sales Oliveira, o Centro de Sismologia da USP diz que a estação sismográfica de Bebedouro (SP) “não registrou” tremores de terra em Sales Oliveira nos últimos dias 13 e 17, quando surgiram os primeiros relatos na cidade.

Mas “isso não quer dizer que não tenha ocorrido um evento”. Como a estação mais próxima está afastada do município, a 81 km de distância, as chances de identificação positiva de micro-tremores, que podem ser sentidos pela população, são reduzidas.

Ainda de acordo com Centro de Sismologia da USP, toda essa região do estado tem um histórico de sismicidade e não é incomum a ocorrência de tremores. Em geral, acredita que, de fato, tais eventos assustam a população, mas não causam maiores danos.

A mestre e doutoranda em Geografia pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) Meire Petrucci acredita que os tremores de chão sentidos no município são pequenas acomodações de terra ou de rocha. “Com certeza, se trata de abalos sísmicos sem riscos”, afirmou.

Ela esteve em Sales Oliveira e presenciou os “barulhos” seguidos de leves tremores de terra. “Gostaria de tranquilizar a população que o município está em uma região considerável estável geologicamente, sem registros de ocorrência de danos”.

 Novos relatos

Neste quarta-feira (21) houve novos relatos da ocorrência. De acordo com moradores de bairros da parte alta da avenida Mogiana, nesta madrugada, por volta das 3h, ouviram um possível estouro seguido de tremor de terra.

A Administração Municipal segue empenhada em entender e esclarecer as ocorrências e aguarda resposta de especialistas. O Centro de Sismologia da USP confirmou à Prefeitura que tem interesse em realizar estudos no município.


Artigos Relacionados