Cafeicultor Eduardo Kondo morre aos 86 anos; velório e sepultamento em Cristais

Ele deixou a esposa Satiko Kondo e cinco filhos: Hélio, Roberto, Oscar, Maurício e Célia.

Postado em: em Falecimentos

O cafeicultor Masumi Kondo morreu hoje aos 86 anos no Hospital São Joaquim onde estava internado desde a tarde de sábado. Há anos, ele lutava contra uma diverticulite. 

Masumi Kondo, que foi batizado na Igreja Católica como Eduardo, nasceu na província de Fukuoka, no Japão. Em 1934, com apenas um ano de idade, ele veio para o Brasil de navio acompanhando os pais, que buscavam uma vida melhor.

Após desembarcar no porto de Santos, a família seguiu para Bento Quirino, distrito de São Simão, na região de Ribeirão Preto. Em seguida, foi morar no Estado do Paraná, onde Eduardo se casou. Sempre trabalhou na cafeicultura.

No ano de 1973, Eduardo Masumi decidiu se mudar para Cristais Paulista e se tornou um dos maiores cultivadores de café da região. 

Foi membro do Sindicato Rural e integrante dos Conselhos Fiscal e Administrativo da Cocapec. Por conta dos relevantes serviços prestados à sociedade, recebeu o Título de Cidadão Cristalense em novembro de 2007.

Na tarde de sábado, Eduardo começou a sentir-se mal e foi levado para o hospital. Após uma ligeira melhora no domingo, ele não resistiu e morreu por volta das 6 horas desta quinta-feira. 

Ele deixou a esposa Satiko Kondo e cinco filhos: Hélio, Roberto, Oscar, Maurício e Célia. 

“Meu pai sempre foi um homem muito trabalhador e destemido. Ele era corajoso e não tinha medo de investir. Trabalhando e investindo, ele conseguiu vencer na vida e ajudou a gerar muitos empregos”, disse o filho Hélio Kondo, que foi prefeito de Cristais Paulista por dois mandatos, entre 2005 e 2012.

O corpo de Eduardo Masumi Kondo será velado no velório municipal de Cristais a partir das 11 horas. O sepultamento será amanhã, às 10 horas, no cemitério da cidade.


Artigos Relacionados