Após abusos, donos de postos voltam combustível aos valores de mercado

Durante a semana, alguns estabelecimentos chegaram a vender gasolina por R$ 7 o litro

Postado em: em Cotidiano

​Depois de abusar da situação por dois dias, alguns donos de postos de combustíveis voltaram os valores ao patamar normal, praticado nos dias anteriores à greve dos caminhoneiros.

Anteriormente à paralisação, a gasolina era comercializada a R$ 4,34 em média. Com a greve e a escassez do produto, o preço chegou ao absurdo de R$ 7 o litro. O mesmo ocorreu com o álcool, que saltou de R$ 2,80 para mais de R$ 4.

Os consumidores não gostaram e nem aceitaram a atitude e reclamaram, via imprensa e redes sociais. Muitos ameaçaram denunciar no Procon, pois a atitude caracteriza crime contra a economia popular. 

Os comerciantes, desde a sexta-feira pela manhã, voltaram os valores aos níveis normais de mercado, certamente com temor de ter que pagar multas ou de "se queimarem" com os consumidores. "Não pagamos mais caro, não acho justo cobrarmos mais caro para aproveitar da situação", disse Alexandre, diretor de um posto da Estação.

Segundo informações de frentistas e gerentes de postos, dos 92 estabelecimentos de Franca, somente 17 ainda tinham álcool. Gasolina praticamente havia acabado em todas as bombas.


Artigos Relacionados