Aluno da Unesp vence competição de proficiência em língua chinesa

Carlos Ribeiro Caldas Neto representará o Brasil na etapa mundial da competição, na China

Postado em: em Educação

Com sede no bairro do Ipiranga, zona sul da capital paulista, o Instituto Confúcio na Unesp foi no início deste mês, palco da etapa nacional da 18ª edição da competição de proficiência em língua chinesa Chinese Bridge para alunos universitários, que teve como tema “Um mundo, uma família”.

O evento foi realizado pela Embaixada da República Popular da China no Brasil e a Matriz do Instituto Confúcio (Hanban) com o objetivo selecionar, dentre todos os alunos universitários matriculados nos dez Institutos Confúcio instalados no Brasil, o representante oficial do país na etapa mundial da competição, a ser realizada na cidade de Kunming, na China, em julho deste ano, ocasião em que concorrerá com representantes de mais de 100 países.

Carlos Ribeiro Caldas Neto, aluno do Instituto Confúcio na Unesp, foi o primeiro colocado na competição e seguirá para a etapa mundial para representar o Brasil. Ele concorreu com mais 18 candidatos que vieram dos dez Institutos Confúcio instalados em outras universidades brasileiras, em uma disputa que envolveu tanto a proficiência na língua quanto habilidades culturais, como música, dança, caligrafia, poesia e as mais variadas manifestações da cultura chinesa, frente a um corpo de jurados composto por cinco especialistas.

O professor Luís Antonio Paulino, diretor do Instituto Confúcio na Unesp, fez a abertura do evento agradecendo à Embaixada da China no Brasil por ter novamente escolhido a Unesp para sediar o evento. “O Brasil e a China são dois grandes países em desenvolvimento, com muitos desafios em comum e que lutam pelos mesmos objetivos: desenvolvimento, paz, segurança e igualdade entre os povos, mas para que possamos cooperar mais, precisamos nos conhecer melhor”, afirmou Paulino. “O Instituto Confúcio trabalha em função de criar laços entre as pessoas e permite, por meio do ensino da língua, que sejam estabelecidos vínculos de amizade e confiança entre os dois países”, completou.

Na Unesp, o Instituto Con­fúcio, instituição ligada ao Mi­nistério da Educação da China, tem hoje cerca de 2 mil alunos matriculados nos cursos ofer­tados. As atividades são oferecidas em 13 câmpus: Bauru, Marília, Assis, Presidente Prudente, Ilha Solteira, São José do Rio Preto, Jaboticabal, Franca, Araraquara, Botucatu, Ita­peva, São José dos Campos e São Paulo. A parceira acadêmica chinesa da Unesp é a Univer­sidade de Hubei.


Artigos Relacionados