22 DE OUTUBRO FRANZ LISZT

Postado em: - Atualizado em:

Aos 22 de Outubro de 1811, nascia Ferencz Liszt – na Hungria, mais precisamente em Doborjan, um vilarejo onde morava a Família Liszt que trabalhava nas terras dos Estherhazy .

Francisco Liszt – traduzindo seu  primeiro nome para o português, era uma criança curiosa, gostava de fazer experiências e numa dessas aventuras quase explodiu a casa certa vez.

Os pais, Adam e Anna, tinham somente este filho. Trabalhavam como administradores das terras do príncipe.

Adam, o pai de Franz , era músico e começou a alfabetizar o menino na música. Quando percebeu sua facilidade em aprender, pediu para o príncipe uma carta de recomendação, vendeu tudo o que era seu e a família se mudou para a Áustria – Viena.

Corria a notícia de que tinha um professor de técnica em Viena, que estava formando muitos músicos e ajudando-os em suas performances. Era Carl Czerny ( 1791 – 1857). Carl Czerny foi um pianista, compositor e professor austríaco que teve entre seus professores de música, Clementi, Hummel, Salieri 

DOBORJAN-  CASA ONDE NASCEU LISZT.

Seus pais alugaram um quarto numa pensão onde colocaram também um piano para o menino estudar. E ali ficaram enquanto Czerny dava aulas ao menino Liszt.

Com 16 anos de idade ele foi para Paris, tentar se matricular no Conservatório de Paris, mas não foi aceito por ser estrangeiro. A frustração foi enorme e naquele momento ele se decidiu a estudar cada vez mais procurando grandes mestres e se tornar o melhor no que fazia. Conseguiu.

Mas não foi somente esta frustração que ele teve que enfrentar ainda jovem. Com 18 anos, lecionando piano nas casas de famílias abastadas, se apaixonou por uma de suas alunas, mas o pai dela não permitiu o namoro por ele ser músico e não ser uma profissão que ofereça tranquilidade financeira. Grande engano deste senhor, pois Liszt  ganhou muito dinheiro com suas composições e concertos. Ficou rico e realizado pois se tornou o maior pianista da História da Música e o compositor que teve a obra mais diversificada de todos. 

Nunca se casou, mas teve duas companheiras por longo tempo. A primeira lhe deu 3 filhos, a segunda comungou com ele a música no seu mais pleno sentido de comunhão.

Aos 50 anos de idade se tornou abade, pois seus relacionamentos não chegaram a se concretizar em casamento. Como era um homem místico e religioso, sentiu-se bem no convento em Roma.

Morreu aos 74 anos de idade de pneumonia.

*Esta coluna é semanal e atualizada aos domingos.